Logística é a área de uma empresa responsável por todo o fluxo de produção. Ou seja, a logística agrupa todas as atividades ligadas à posse e à movimentação dos produtos dentro de uma organização.

Se uma empresa utilizasse de imediato toda a matéria-prima e os insumos e logo em seguida já vendesse os produtos fabricados, não haveria a necessidade de transportar e estocar essas mercadorias. Mas não é bem assim que funciona, não é mesmo?

E é aí que entra o coordenador de logística. Vejamos um pouquinho dessa atividade e sua importância na gestão logística de uma empresa. Continue a leitura deste post e saiba mais!

As funções de um coordenador de logística

Escolas, hospitais, indústrias, comércio e até empresas de prestação de serviços dependem das competências e habilidades de um coordenador de logística para o bom desempenho dos seus processos.

Está sob a responsabilidade de um coordenador de logística:

  • a gestão de todo centro de distribuição e armazenamento;

  • o faturamento, o recebimento, e a expedição de materiais;

  • o controle (físico e administrativo) do estoque;

  • a coordenação do cronograma e a programação da produção, estocagem, distribuição e o transporte dos produtos, com foco nos pedidos e no prazo de entrega;

  • o atendimento ao cliente.

Além disso, o coordenador logístico é responsável por manter o estoque nivelado, ou seja, utilizar os recursos disponíveis da melhor forma possível, com foco na otimização dos processos e na redução de custos.

Atributos de um bom coordenador de logística

Ter uma boa comunicação, facilidade para negociar e ter domínio no gerenciamento e na análise de dados são atributos fundamentais, mas não são os únicos.

A atuação de um coordenador de logística não se restringe ao espaço interno da empresa: diferentes processos são estendidos para fora da companhia e exigem que tal profissional os acompanhe e supervisione. Por exemplo:

  • avaliar se os meios de transportes usados são eficientes para realizar a entrega;

  • certificar-se que as condições de estocagem e de distribuição são adequadas para as necessidades da empresa;

  • ter conhecimento das condições que os produtos saem da empresa, garantindo que satisfaça a qualidade de entrega ao cliente final.

O coordenador de logística é o elo de todos os processos dentro da empresa, se valendo sempre de um bom planejamento para otimizar a execução de cada tarefa. Entre alguns atributos desejáveis se destacam:

Capacidade de liderança

É o coordenador de logística que atua frente aos fornecedores, clientes e empresas terceirizadas. Nessa posição, a capacidade de liderança é fator-chave na tomada de decisão e na redução de custos.

Visão estratégica

A logística está muito além de ser uma área operacional, já que por meio dela é possível ter diferenciais competitivos. Com isso, passa a se destacar o coordenador de logística que estiver apto a procurar novos desafios, conhecer o plano estratégico da empresa e a vislumbrar oportunidades de negócios.

Conhecimento gerencial e organizacional

Processos logístico estão interligados com outras áreas da empresa. Ou seja, determinado processo pode parecer adequado, mas quando for inserido no contexto da cadeia de suprimentos, em que vários outros processos atuam com total interdependência, ele pode não ser tão adequado.

Habilitação requerida

Diante de tantas responsabilidades designadas a um coordenador de logística, passa a ser exigida uma formação específica para atuação, seja um curso técnico ou mesmo curso superior na área de logística ou administração.

Além disso, com as possibilidades de negócios com outros países, é um diferencial que um coordenador de logística fale outras línguas — com destaque para o espanhol, para atuar com países integrantes do Mercosul, e para o inglês, caso exporte para outros países.

Dificuldades enfrentadas

Otimizar processos e reduzir custos é o grande entrave para quem atua como coordenador logístico. No entanto, profissionais capacitados e habilitados para gerir o fluxo de operações da empresa podem encarar as dificuldades do dia a dia como “desafios”.

Além disso, o uso da tecnologia vem sendo cada vez mais indispensável nos processos da cadeia de suprimentos. Assim, profissionais da área de logística podem se valer da automatização para obter uma maior produtividade, reduzindo custos, agilizando a movimentação de materiais e repassando à empresa informações estratégicas.

Agora que você já conhece a profissão de coordenador de logística, saiba como aumentar a produtividade do trabalhador!

Renato XavierPublicado Por:
Renato Xavier- Diretor de Operações e Marketing