Em determinados momentos, somos tomados pela sensação de que vivemos no começo do século passado. Isso se deve à postura de algumas empresas, que insistem na postura de não investir em benefícios para funcionários.

Ao argumentar com muitos gestores, você ouvirá uma série de mitos — tudo para não oferecer incentivos à equipe. Mas essa falta de conhecimento precisa ser combatida, pois estamos falando das pessoas que entregam os resultados que a organização deseja.

Quer conhecer 5 dos mitos que envolvem este assunto? Continue a leitura!

1. O colaborador fica mal-acostumado

Infelizmente, ainda existem gestores que têm esse pensamento arcaico, desvalorizando a mão de obra que para eles trabalha. Tais pessoas acreditam que oferecer benefícios a funcionários é uma forma de deixá-los mal-acostumados. Na realidade, essa é a maneira de demonstrar que a empresa acredita no potencial deles.

Existem inúmeras razões para que um trabalhador decida mandar seu currículo para uma empresa — e uma das principais é a percepção que tem sobre ela. A instituição que não oferece benefícios acaba se diferenciando das demais, mas de um modo negativo (pois dá a entender que não valoriza seus profissionais).

2. É algo que só dá despesa para a empresa

Esse outro mito reflete um pensamento mesquinho, desumano e pouco inteligente. Já ouviu falar na história do barato que sai caro?

Pensar que os benefícios destinados aos funcionários representam apenas uma despesa é um exemplo claro disso. Os gestores que encaram isso como verdade lidam frequentemente com a alta taxa de rotatividade de pessoal.

As pessoas não aguentam trabalhar por muito tempo em um lugar que as enxerga apenas como um número, que pode ser substituído a qualquer momento. O dinheiro que é “economizado” com a falta de benefícios acaba sendo usado para contratar e demitir funcionários com uma frequência maior.

3. O custo dos benefícios para funcionários é alto demais

Algumas empresas vivem a saga da redução de custos, mas acabam mirando nos aspectos errados. Em vez de se preocuparem com o uso consciente de recursos como a água, a energia elétrica, o papel e outros, elas optam por cortar os benefícios dos funcionários — justamente aqueles que são os responsáveis por seus resultados.

Sob a justificativa de que os benefícios custam muito, tais companhias deixam de contar com uma das mais eficazes armas para motivar equipes. Assim, elas acabam deixando de oferecer um diferencial para atrair e reter talentos, caindo na mesma armadilha que citamos no tópico anterior: a alta taxa de rotatividade.

4. Somente essa iniciativa já garante a motivação da equipe

Existe outro mito em torno dos benefícios para funcionários: acreditar que somente eles já são capazes de motivar a equipe — mesmo que as pessoas sofram assédio moral, sejam humilhadas no dia a dia de trabalho ou tenham que desempenhar suas funções em um lugar completamente insalubre.

Essa é mais uma maneira de pensar que está enraizada na mentalidade de muitos gestores, que ainda insistem em enxergar os trabalhadores como cidadãos de segunda classe. A motivação deles é garantida por meio de um conjunto de ações (e os benefícios são somente uma parte disso).

5. Meus funcionários não precisam disso

Será? Os gestores da companhia em que você atua — ou mesmo sua equipe de RH — já realizaram uma pesquisa de satisfação para medir o clima organizacional e saber o que os funcionários pensam sobre os benefícios? Convide-os a se colocarem no lugar dos profissionais e a imaginarem se eles também não precisam disso.

As jornadas de trabalho costumam ser longas e exaustivas, o que tira muito tempo do trabalhador para que ele desfrute, por exemplo, com a família ou na prática de uma atividade física. Oferecer um incentivo, como um desconto na academia ou uma cesta básica, já é uma maneira de melhorar as condições de vida do funcionário.

Os benefícios para funcionários devem ser encarados como uma questão de prioridade pela empresa. Afinal, tais iniciativas fazem parte de um conjunto de ações que ajudam a motivar as pessoas e a deixar a rotina cada vez mais produtiva.

Entre em contato conosco e conheça nossas opções de cestas básicas, que contêm os principais alimentos necessários a uma dieta balanceada. Estamos prontos para atender você!

Renato-fotoPublicado Por:
Renato Xavier- Diretor de Operações e Marketing