A gestão de pessoas dentro das organizações enfrentou, nas últimas décadas, diversas transformações. As empresas se depararam com a necessidade de investir mais em gestão de pessoas, pois é o esforço do capital humano que promove os resultados desejados.

E para fortalecer a atuação da empresa, elas também passaram a desenvolver líderes entre os profissionais que já fazem parte dos seus respectivos quadros.

Continue a leitura e saiba como lidar com a gestão de pessoas e, por meio dela, atingir o desenvolvimento de líderes.

O salto da fase tecnicista para a estratégica

Ao observarmos a linha do tempo da gestão de pessoas dentro das organizações, notamos que houve um salto qualitativo: ela saiu da fase tecnicista e alcançou a estratégica. Isso representou um avanço nas relações entre as empresas e os trabalhadores, de modo que houve o entendimento da importância entre a vinculação do capital intelectual e os resultados apresentados pelas organizações.

Se antigamente as empresas valorizavam apenas o conhecimento técnico dos seus profissionais, atualmente elas passaram a olhar também para outros valores, como o potencial de crescimento. Por isso, a gestão de pessoas passou a se voltar para um melhor relacionamento com os trabalhadores, permitindo que eles se sentissem mais à vontade dentro do negócio para se desenvolverem profissionalmente.

A dúvida entre contratar ou desenvolver líderes

Uma vez que a gestão de pessoas passa a valorizar mais o papel do trabalhador dentro da organização, ela abre espaço para que o profissional planeje o crescimento de sua carreira. De um ponto de vista estratégico, o desenvolvimento de líderes é menos custoso e mais eficiente para a empresa do que a contratação de um profissional que vem de fora. Desenvolvido no contexto da organização, o líder já nasce com a cultura do local.

O profissional que vem de fora enfrenta como desafio o entendimento e a absorção da cultura organizacional da empresa para a qual trabalhará. Ele precisará se adaptar aos processos existentes e compreender a importância que cada um deles tem para a empresa. Além disso, os demais funcionários podem enxergar essa ação da empresa como uma desvalorização em relação ao trabalho deles.

A criação de um programa de desenvolvimento de líderes

O desenvolvimento de líderes pode se dar por meio da criação de um programa para esse fim. Ele deve ser construído com base em estratégias condutoras de potenciais líderes, em que cada nova função adquirida permite o aprendizado de outras formas de gerir e liderar. Trata-se da transição entre as tarefas que eram feitas e as atribuições atuais, proporcionando uma curva de aprendizado e crescimento.

Para que o programa de desenvolvimento de líderes funcione, primeiramente deve-se realizar o trabalho de identificação de profissionais que tenham o potencial para tal. Por isso, cabe aos gestores de cada área indicar os colaboradores que estão mais aptos a participar do programa. Nesse aspecto, os profissionais indicados devem ter disponibilidade para o aprendizado contínuo, pois o programa visa o aperfeiçoamento deles.

Os atuais gestores podem trabalhar como mentores

Muitos gestores temem programas de desenvolvimento de novos líderes, pois acreditam que seus cargos podem estar ameaçados pelos profissionais que estão crescendo. Por esse motivo, é de fundamental importância alinhar as expectativas da empresa em relação à formação dos novos líderes e o atual trabalho dos gestores, inclusive, se haverá mudança de cargo ou função.

Alguns gestores, por exemplo, desejam alçar novos voos e ocupar cargos ainda mais estratégicos. O fato é que nem sempre existem profissionais aptos para substituí-los. Portanto, alinhe com eles a necessidade de desenvolver líderes e sugira o trabalho de mentoria, ou seja, os atuais gestores podem ensinar e orientar os novos. A soma entre prática, experiência e educação forma a tríade necessária para o desenvolvimento eficaz de líderes.

Saiba mais sobre gestão de pessoas e desenvolvimento de líderes por meio de outros conteúdos que podem ser recebidos no seu e-mail. Assine nossa newsletter e inspire-se para realizar um trabalho cada vez mais efetivo.

Renato XavierPublicado Por:
Renato Xavier- Diretor de Operações e Marketing