Sabemos que o fim do ano é um clássico momento de confraternização entre as pessoas. E, dentro das empresas, não é diferente. O Natal é o momento ideal para líderes e colaboradores comemorarem mais um ano juntos e fortalecerem os laços da equipe.

E uma boa maneira de a instituição demonstrar gratidão pelos esforços desprendidos ao longo do ano é não se limitar apenas às palavras, mas também lançar mão dos benefícios para funcionários. Afinal de contas, atitudes marcam bem mais, concorda?

Portanto, separamos neste post algumas dicas de gratificações que podem ser dadas aos seus colaboradores para um Natal mais solidário. Continue lendo e confira como garantir que a sua equipe inicie o próximo ano com ainda mais fôlego!

Qual é a importância dos benefícios para funcionários?

Quem não gosta de se sentir valorizado, não é? De ouvir da liderança que seu trabalho foi essencial para o desenvolvimento dos negócios da empresa, que suas ideias foram fundamentais para a tomada de decisões, e que seus esforços ajudaram a empresa a atingir os objetivos almejados?

De fato, tudo isso faz muito bem aos ouvidos de qualquer colaborador. E reconhecer diariamente os esforços dos funcionários é fantástico — mas nem sempre viável, ainda mais para as empresas maiores.

Portanto, uma boa ideia é dedicar o final do ano para isso, momento em que a equipe se reúne para lembrar os sucessos e agradecer pela colaboração de cada uma dessas engrenagens da empresa — os funcionários.

Afinal, um time satisfeito é imprescindível para a construção de um ambiente de trabalho de qualidade e mais produtivo. E, ao se sentir reconhecido, o funcionário desenvolve também o sentimento de pertencimento, que é fundamental para o sucesso da empresa como um todo.

Além do impacto na produtividade, o reconhecimento do funcionário (e sua consequente bonificação) é ainda uma forma da empresa trabalhar a sua própria imagem e reputação.

Quando formada por trabalhadores estimulados e apaixonados pela marca, a empresa divulga o seu nome com o melhor dos valores agregados. O funcionário passa a ser, então, um embaixador da marca, divulgando-a de maneira orgânica e natural — o que dá ainda mais peso para a ação.

Contudo, nem todos sabem por onde começar.

Como gratificar a equipe?

Além da tradicional festa de fim de ano — que quase toda empresa faz — você também pode proporcionar outras maneiras de celebrar para seus funcionários. Portanto, separamos a seguir algumas dicas de benefícios que podem ser oferecidos como gratificação no final do ano. Confira:

Participação nos lucros

A Participação nos Lucros e Resultados — PLR — é uma lei trabalhista de 2000, mas a sua aplicação não é obrigatória. Basicamente, funciona como um bônus que o empregador oferta aos seus empregados, negociada em acordo coletivo.

O cálculo pode ser feito de duas maneiras: repartindo igualmente o lucro anual (quanto às metas, por exemplo) para todos os funcionários, independentemente do cargo ocupado, ou de acordo com cada cargo e salário.

De toda forma, é um importante instrumento de incentivo à produtividade e ao reconhecimento do funcionário. E reforça o sentimento de pertencimento, uma vez que se constrói a sensação que todos saíram ganhando, e de que o funcionário precisa se esforçar ainda mais para a empresa continuar crescendo.

Material escolar para filhos de funcionários

Quando alguém cuida de quem amamos, nos sentimos imensamente agradecidos, não é verdade? Pois é esse o efeito que a empresa causa ao se preocupar com a educação dos filhos dos seus funcionários.

Além da economia com o material escolar, poder contar com a empresa nesse benefício é visto como um gesto de importância não só com quem trabalha dentro da empresa, mas também com o ambiente familiar e as pessoas importantes para os colaboradores.

Outra questão que entra em jogo nessa ação é o valor simbólico para a sociedade. Preocupar-se com a educação, mesmo que de maneira pontual, é muito bem visto para a construção da reputação da empresa como cidadã.

Normalmente, os kits são direcionados aos filhos de funcionários com idade entre 3 e 15 anos, e podem ser formados por mochila com estojo, caneta, lápis, apontador, borracha, lápis de cor, canetinha, giz de cera, cola, tesoura sem ponta e régua, além de cadernos, agenda, papel sulfite etc.

Você pode, ainda, incluir um material lúdico que conte um pouco sobre a empresa, como uma maneira de reforçar a marca.

Sorteio de bolsas de estudos

Outra forma de a empresa se mostrar preocupada com a educação e a formação intelectual dos seus colaboradores é sortear bolsas de estudos entre os funcionários.

Bom, é claro que cada empresa tem suas limitações financeiras, e nem todas podem oferecer benefícios que exijam alto investimento para seus funcionários. Ainda assim, um brinde de valor (financeiro ou simbólico) pode fazer toda a diferença.

Durante a festa de confraternização, por exemplo, a diretoria pode sortear, além dos brindes de costume, uma (ou até mais) bolsa de estudos.

Assim, garante-se uma estratégia de mão dupla: ganha o funcionário, com a possibilidade de se qualificar sem sacrificar o orçamento, e ganha também o empregador, por melhorar a qualificação da sua equipe.

É possível, até, substituir o sorteio por um prêmio por merecimento — outro mecanismo muito bem-vindo na hora de beneficiar os funcionários, como veremos a seguir.

Prêmio funcionário engajado

Melhor ainda que ser sorteado é ganhar algo por merecimento próprio. Portanto, o prêmio para funcionário engajado é a maneira mais efetiva de incentivar a equipe a dar o seu melhor dentro da empresa.

Nesse caso, os critérios para a premiação vão depender de cada empresa. Pode-se levar em consideração número de vendas, envolvimento em projetos de sucesso, tempo de casa etc. Além disso, a maneira da seleção também pode variar: eleição entre colegas, avaliação de um líder sobre seu time, critérios estabelecidos pelo RH, e muitos outros.

E a empresa ainda pode premiar o funcionário de várias formas. Alguns prêmios comuns são viagens; troféus, mais alguma quantia em dinheiro; aparelhos eletrônicos; jantares ou cartões que valem compras ou vale cultura, para shows, peças, cinema etc.

Cesta de Natal

Dar aos funcionários o benefício da cesta de Natal é outra maneira gostosa de a empresa ir parar dentro das comemorações familiares. Como já vimos, estender os cuidados e preocupações para a família dos colaboradores é uma ótima maneira de estreitar os laços com os funcionários.

Ao longo do ano, a cesta básica já é uma preocupação do funcionário com a alimentação da sua família — no entanto, a cesta natalina é especial. Além de proporcionar a economia de gastos com a ceia, para alguns ela é a oportunidade de poder comer algo diferente na noite de Natal.

Portanto, além do tradicional panetone, a cesta pode conter vinhos e espumantes, chocolates, biscoitos especiais e tantas outras delícias que serão, sem dúvidas, um verdadeiro mimo para o colaborador!

Inclusive, para as empresas que não conseguem gastar demais ou não podem realizar eventos muito pomposos, optar pelo benefício da cesta de Natal é uma ótima saída para marcar a data de maneira simbólica, sem precisar investir tanto para isso.

Então, gostou dessas dicas sobre benefícios para funcionários? Aproveite para ler um pouco mais sobre as vantagens de se investir em gestão personalizada de benefícios!