?>
Gestão de Pessoas

6 desafios para o RH na contratação de funcionários e como vencê-los

Tempo de leitura estimado: 5 min.

Entre as diversas responsabilidades do setor de Recursos Humanos de uma empresa, a que mais tem se destacado em relação ao impacto nos resultados organizacionais é a contratação de funcionários.

Entretanto, essa é uma tarefa desafiadora e deve ser executada por uma equipe preparada e atualizada com as tendências e tecnologias. Isso garantirá que os profissionais recrutados vão somar aspectos positivos no ambiente empresarial, fortalecendo a cultura e trabalhando para alcançar os objetivos do coletivo.

Alguns fatores podem acabar dificultando o caminho para a gestão de RH encontrar os tão cobiçados melhores talentos do mercado. Por isso, neste artigo, falamos sobre quais são os desafios comuns aos processos de recrutamento e seleção e quais abordagens você pode adotar para superar cada um deles.

Para descobrir as 6 soluções que propomos, basta seguir a leitura!

1. Atração de talentos

Antes da contratação de funcionários em si e, até mesmo, dos processos de análise de currículos e entrevistas, uma etapa precisa ganhar atenção para que o restante do caminho seja de sucesso. Estamos falando da atração de talentos. Afinal, começar com um número grande de candidatos não é garantia de encontrar o perfil ideal.

Assim sendo, é necessário criar estratégias primárias para atrair os perfis desejados pela empresa. Como fazer isso? Entre as principais soluções está o fortalecimento da cultura da organização. A cultura é um ponto de extremo valor de mercado, que tem chamado a atenção dos profissionais.

Vale ressaltar que uma cultura forte envolve valores sólidos, propósitos relevantes, ambiente saudável e relacionamento de qualidade entre empresa e colaboradores.

2. Falta de profissionais qualificados

Outro aspecto desafiador na contratação de funcionários é a qualificação dos profissionais que se candidatam às vagas. Primeiramente, é preciso analisar a empresa e o mercado para entender como as qualificações desejadas estão sendo recompensadas no mundo corporativo. Sua empresa está disposta a oferecer o que esses talentos buscam?

Mais um ponto a ser considerado é que muitas companhias não estão propensas a investir no desenvolvimento de profissionais e preferem procurar por pessoas prontas para os cargos disponíveis. Mas, um investimento no crescimento de profissionais recém-formados — com programas de estágio e trainee, por exemplo — pode se tornar uma excelente estratégia de retenção de talentos e valorização de colaboradores.

3. Pressa para preencher vagas

Outro desafio que a gestão de Recursos Humanos encontra é a pressa das gerências para o preenchimento das vagas. Nesse momento, é impossível não lembrar do ditado popular que diz que a pressa é inimiga da perfeição, certo?

Essa é uma verdade, já que um processo de recrutamento pode ter resultados bem mais precisos caso todas as etapas sejam realizadas em seu tempo apropriado. Entre as soluções para essas contratações emergenciais que eventualmente são inevitáveis estão os bancos de currículos e o recrutamento interno. Assim, é possível garantir que parte do processo já fique encaminhado.

Outra possibilidade é contar com empresas especializadas em recrutamento ou headhunters. Isso vai poupar o tempo da equipe de RH e garantir maior agilidade e eficácia na contratação de funcionários.

4. Pouca visão de mercado

Gestores de RH que querem obter sucesso na contratação de funcionários precisam observar que o mercado corporativo e a sociedade estão passando por profundas mudanças em ritmo acelerado.

Uma das grandes transformações que afeta diretamente o setor empresarial é a nova geração de profissionais que está entrando no mercado. São os chamados Millennials, que trazem novos valores e almejam diferentes cenários de trabalho.

Por conta desse grupo de profissionais, têm se destacado empresas que adotam modelos de startups ou, mesmo sendo de grande porte, tentam conservar ambientes amistosos de trabalho, com boa comunicação, abertura para criatividade e inovação e senso forte de propósito.

É necessário entender esse cenário e buscar formas estratégias de gerir essas transformações e esses conflitos entre diferentes gerações e culturas que agora performam juntas no mercado.

5. Pouco engajamento no processo seletivo

Engajar pessoas tem sido um objetivo cada vez mais focado nas empresas. E não estamos falando apenas de engajamento de funcionários após sua entrada na corporação. Ainda no processo seletivo, isso é um desafio com os candidatos.

Evitar a evasão no processo seletivo é fundamental para garantir que a organização poderá escolher entre o maior número possível de talentos. Para isso, invista em um processo seletivo que seja inovador e mostre ao máximo a cultura da empresa e em como ela valoriza os candidatos interessados em trabalhar na equipe.

Expressar clareza em relação ao salário, oferecer bons benefícios, trabalhar com novas tecnologias digitais e mostrar respeito ao dar feedbacks das etapas são algumas das estratégias para engajar no momento de contratação de novos colaboradores.

6. Ferramentas pouco eficazes

O RH certamente pode ser beneficiado se contar com recursos tecnológicos. Eles passaram a ser grandes aliados em todas as áreas da empresa e, em especial, aprimoram a performance para recursos humanos.

O digital tem integrado as práticas do setor, trazendo mais versatilidade, otimização de processos e inteligência. E é justamente usando ferramentas de inteligência artificial que o RH pode alavancar os resultados de seus processos de contratação de funcionários.

Ao contrário do preconceito inicial que muitos profissionais tinham com tecnologias inteligentes, imaginando que elas substituiriam a mão de obra humana, atualmente as ferramentas trabalham em parceria, dando conta de alguns processos para que a equipe possa focar em outros mais estratégicos.

Entre as principais ferramentas que, hoje em dia, não podem faltar em um processo seletivo, podemos citar o People Analytics, que usa Big Data para atrair e recrutar talentos. Ferramentas de gestão de RH também são relevantes para automatizar rotinas e centralizar informações, gerando métricas e facilitando decisões. Durante o processo de seleção, tecnologias como gamificação, chatbots e realidade aumentada também podem gerar mais engajamento e economizar recursos de tempo e de pessoal.

Vencer os desafios inerentes à contratação de funcionários envolve, principalmente, mudanças no mindset da gestão do RH e da empresa como um todo. Afinal, vivemos em um novo contexto, permeado pelo digital, por mudanças sociais e por transformações no mercado.

Esperamos que as soluções apresentadas neste texto possam ser úteis para os melhores resultados em sua organização. Qual dessas estratégias mais chamou sua atenção? Escreva nos comentários como você vai aplicá-la em seu contexto.

 

Compartilhe:
escrito por
Vinicius Dias
Pós-graduado em Gestão de Marketing Online. Atualmente responsável pela parte de Automação e Marketing Digital da empresa Cesta Nobre, foi gestor da loja online Elementar Bebidas e atuou como Analista de Marketing Digital/Eventos da empresa Ciashop Tecnologia e gerenciou os perfis sociais do Governo do Estado de São Paulo, com ênfase no segmento de Agronegócios.

2 respostas para “6 desafios para o RH na contratação de funcionários e como vencê-los”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Guia dos principais benefícios para oferecer para funcionários

Baixe o Ebook Não, obrigado