?>
Benefícios

Como montar cesta básica? Aprenda aqui!

Tempo de leitura estimado: 5 min.

Considerada a alternativa ideal para quem deseja economizar ou ajudar famílias carentes, a cesta básica conquistou um lugar de destaque na mesa de diversos brasileiros.

Devido à sua importância, saber como montar uma cesta básica se tornou fundamental para obter os produtos necessários e adequados para a alimentação.

Por essa razão, se a intenção é ajudar ou economizar, não basta escolher qualquer tipo de alimento na prateleira de um supermercado: é preciso ter atenção aos itens da cesta básica, escolhendo com qualidade.

Para obtê-las, existem alternativas que podem oferecer várias vantagens, como optar por comprar cestas, por meio de empresas especializadas, que fornecem todo o suporte necessário com relação à montagem e à entrega.

Ficou interessado no assunto e quer saber como escolher os itens da cesta básica? Então, confira nossas dicas e descubra que uma cesta pode ir muito além de um simples prato de comida na mesa.

O que deve ser considerado no momento de montar uma cesta básica

Vale a pena ressaltar que cada região determina os alimentos específicos que podem compor uma cesta básica. Além dos tradicionais arroz e feijão, outros itens são essenciais para compor a alimentação básica de uma família. Veja mais, a seguir!

Alimentos essenciais

Abaixo, descrevemos os produtos que não podem faltar em sua cesta básica e que são, portanto, elementos principais de qualquer cesta:

  • arroz;
  • feijão;
  • óleo;
  • sal;
  • açúcar;
  • café;
  • molho de tomate;
  • macarrão espaguete ou parafuso;
  • sardinha/atum;
  • salsicha/charque;
  • milho/ervilha ou seleta de legumes;
  • farinha de trigo/mandioca;
  • biscoito doce ou salgado;
  • pão de forma;
  • manteiga;
  • banana;
  • leite em pó.

Alimentos que tornam a cesta básica mais atrativa

Além de ser necessário montar a cesta básica com alimentos essenciais, você pode incrementá-la com itens diferenciados, como forma de presentear seus colaboradores com guloseimas e produtos mais raros, para torná-la mais atrativa. Você pode investir em:

  • temperos;
  • achocolatados;
  • doces;
  • leite condensado;
  • mel;
  • iogurte;
  • frutas, legumes e verduras;
  • extrato/molho de tomate;
  • fermento de pó;
  • farinha de tapioca;
  • aveia;
  • massa pronta de bolos;
  • dúzia de ovos.

Dessa forma, você vai assegurar que seu colaborador tenha café da manhã, almoço e jantar, com direito a sobremesa, e demais refeições.

Regiões dos produtos

Assim como a cultura do país, a cesta básica varia de região para região. Isso porque os hábitos alimentares das pessoas são influenciados pelos comportamentos regionais. É comum que, em alguns lugares, os habitantes comam mais farinha, enquanto em outros o leite é indispensável.

Por isso, ao decidir montar uma cesta básica, analise os hábitos alimentares de quem vai recebê-la, investindo na maior quantidade dos produtos mais consumidos, em detrimento daqueles que a população local não é adepta.

Orçamento disponível

A cesta básica pode ser a garantia de mantimentos para uma família. Por essa razão, é necessário dar atenção à sua montagem, com higiene e carinho. Contudo, você não precisa gastar muito dinheiro para conseguir investir em produtos de qualidade.

Para isso, você precisa criar um orçamento, determinando o valor máximo para a compra dos mantimentos. Vale lembrar que o valor investido vai influenciar o tamanho da cesta básica, que pode não suprir as necessidades de famílias maiores.

Se pretende gastar até R$50,00, você deve escolher produtos de extrema necessidade, como dois pacotes de arroz branco tipo 1, feijão-carioca e macarrão tipo espaguete, um pacote de açúcar e de sal, duas latas de atum, uma lata de leite em pó, um óleo e um pacote de biscoitos sortidos.

Caso queira montar uma cesta básica mais completa, você vai precisar investir cerca de R$100,00. Assim, ela vai conseguir satisfazer às necessidades de famílias maiores, por ser composta com quatro pacotes de arroz, feijão e macarrão e dois pacotes de açúcar e sal. Acrescente pacotes de café, farinhas, margarina, fubá, entre outros produtos.

Necessidades dos colaboradores

Você deve montar as cestas básicas de modo personalizado, observando as necessidades dos colaboradores. Assim, em vez de comprar uma cesta pronta, prefira escolher os produtos e quantidades indispensáveis.

Nesse caso, vale a pena conversar com os colaboradores, a fim de saber quais alimentos são essenciais para sua alimentação e de sua família, para preenchê-la corretamente, privilegiando o grupo de mantimentos mais usado.

Garantia da saúde

Não é segredo para ninguém que nosso corpo extrai dos alimentos os nutrientes necessários para funcionar. Dessa forma, você deve escolher os itens da cesta básica visando garantir a saúde de quem a receberá. Os alimentos devem ser escolhidos com base nas necessidades nutricionais básicas para o cotidiano. Dessa forma, os alimentos são selecionados levando em consideração:

  • a quantidade de energia que o corpo necessita, cuja principal fonte são os grãos — como arroz, feijão e farinhas — ricos em carboidratos;
  • as fontes de proteínas — como carne e leite — que são nutrientes necessários para a formação e a manutenção do cérebro, do sangue, da pele, dos músculos, dos órgãos internos e dos ossos;
  • os alimentos fonte de vitaminas, que são substâncias essenciais para a manutenção do corpo. Apesar de não serem o seu combustível, são elas que garantem o bom funcionamento de todas as funções do nosso organismo;
  • os alimentos fonte de minerais — elementos que atuam no metabolismo e na produção de compostos importantes, como as proteínas e gorduras. Todos os alimentos são fontes de vitaminas e minerais, mesmo os industrializados.

Além de alimentos, para assegurar a saúde física de quem vai ganhar a cesta, inclua alguns itens de limpeza, que são essenciais para a manutenção de uma casa. É importante lembrar que a quantidade de cada produto poderá variar, de acordo com o número de pessoas por família.

Para facilitar a escolha dos produtos, a melhor alternativa é consultar empresas especializadas, que disponibilizam diversos modelos de cestas, como a Cesta Nobre. Além disso, você poderá contar com um profissional treinado e disposto a tirar todas as suas dúvidas, com relação à escolha dos itens.

Cotações com vendedores

Antes de adquirir uma cesta básica, a melhor opção é fazer cotações variadas. Dessa forma, você pesquisa por diferentes preços e aumenta as chances de oferecer uma cesta que atenda a todas as necessidades de quem vai recebê-la.

Ademais, aproveite para solicitar ao próprio vendedor cestas que contenham prazos com mais validade. Assim, você aumenta a vida útil dos alimentos e não corre o risco de perder esse prazo em pouco tempo.

Qualidade dos produtos da cesta

Os itens da cesta básica precisam ser de qualidade. Por esse motivo, verifique sempre a data de validade e se o produto está com uma aparência agradável. A mesma atenção vale para embalagens: caso elas estiverem violadas, não poderão ser colocadas em uma cesta básica.

Por outro lado, ao comprar uma cesta já montada, dificilmente você terá esse tipo de problema, já que existe um rígido controle de qualidade na seleção e no armazenamento de todos os produtos.

Escolha do fornecedor de cesta básica

Qualquer supermercado pode oferecer os produtos de uma cesta básica. No entanto, para quem deseja economizar e adquirir uma cesta de qualidade, a melhor decisão é recorrer a empresas que vendem a cesta já montada. Busque indicações com conhecidos — uma forma segura de se informar sobre a qualificação de uma empresa é questionando quem faz uso do serviço.

Aproveite essa situação para tirar as suas dúvidas de elementos importantes a serem considerados na hora dessa escolha, como o prazo de entrega e a qualidade dos produtos. E claro, o fato de a empresa conceder ou não essas informações também é um bom critério para essa escolha. Nesse caso, a cesta poderá sair até 30% mais barata, com relação a um supermercado.

Outra opção de fornecedor são os clubes de assinaturas que proporcionam uma compra programada, rápida e economica. Além da facilidade da compra inteligente que não compromete o limite do cartão de crédito. Uma loja de assinatura que pensa na comodidade e facilidade de adquirir uma cesta básica.

Além de ser uma compra segura, essa escolha poderá fazer grande diferença no bolso de quem adquire. Entretanto, fique atento aos preços e desconfie quando eles estiverem muito abaixo do encontrado normalmente no mercado. Como já diz o ditado, “quando a esmola é demais, o santo desconfia”.

Nesses casos, fique ainda mais atento aos critérios de qualidade de uma cesta e dos serviços prestados. Normalmente, quando existe uma diferença discrepante do preço, ela também se reflete na qualidade inferior do produto fornecido.

 

Banner catálogo Cesta Básica

 

A importância dos itens de higiene pessoal e de limpeza ao montar a cesta básica

O ser humano tem outras necessidades, além da nutrição, para lhe possibilitar a sua condição básica de vida. Afinal, não se vive somente com comida: os produtos de higiene pessoal e limpeza são fundamentais para se manter hábitos saudáveis e ter qualidade de vida.

A higiene pessoal se refere aos cuidados que se deve ter com o corpo. Eles são indispensáveis, pois impedem que micro-organismos indesejáveis — causas de doenças — permaneçam ou penetrem no corpo. Os hábitos básicos de higiene pessoal e cuidado com o corpo são:

  • tomar banho todos os dias;
  • lavar as mãos antes das refeições;
  • escovas os dentes, pelo menos, três vezes ao dia;
  • lavar os cabelos com frequência.

Quando se fala em cuidados básicos para se ter uma vida saudável, é comum ignorar, não só a importância da higiene pessoal, mas também da limpeza do ambiente em que se vive. Os micro-organismos são os principais causadores das doenças infecciosas e estão presentes em todos os lugares.

No entanto, eles se proliferam com mais facilidade em locais onde a limpeza é insatisfatória. Abaixo descrevemos os produtos de higiene pessoal e limpeza que não podem faltar em uma cesta básica.

Produtos de higiene:

  • sabonete;
  • creme dental;
  • escova de dentes;
  • desodorante;
  • absorvente — para as mulheres;
  • shampoo;
  • condicionador;
  • papel higiênico;
  • sabonete em pedra.

Produtos de limpeza:

  • detergente líquido;
  • sabão em barra;
  • sabão em pó;
  • amaciante;
  • água sanitária;
  • multiúso;
  • esponja de aço.

O maior resultado que se tem na promoção da saúde está em manter uma vida saudável, e isso se faz possível a partir das condições básicas de nutrição, higiene e limpeza.

Vantagens de optar pelas cestas básicas já prontas e oferecê-las aos colaboradores

Quando o empregador oferece a cesta básica para os colaboradores, garante a motivação de todos, já que ficam satisfeitos com a melhoria do seu orçamento doméstico, por não ser preciso dispensar dinheiro para a alimentação.

Além disso, ao oferecer uma cesta em vez de cartão-alimentação, você deixa de pagar taxas de administração do cartão e evita que os colaboradores desviem os recursos para outras finalidades.

Entretanto, somente conceda cestas básicas, caso tenha possibilidade orçamentária e sua empresa possua reserva financeira. Assim, é fato que, quem deseja cuidar dos seus colaboradores, deve escolher os itens da cesta básica com cuidado.

Regras sobre a concessão de cestas básicas aos colaboradores

Agora que você entendeu a importância de conceder cesta básica aos seus colaboradores, é hora de conhecer as regras que sua empresa deve cumprir para se respaldar na lei. Vamos lá!

Inscrição no PAT

O primeiro passo é se inscrever no Programa de Auxílio ao Trabalhador – PAT, conforme determina a Lei 6.321/76, pois é por meio dele que o Ministério do Trabalho consegue fiscalizar e conceder cestas básicas aos seus colaboradores.

Ao se inscrever no PAT, você pode deduzir os gastos decorrentes da compra de cestas básicas na apuração do Lucro Real e cálculo da Contribuição Social sobre o Lucro Líquido (CSLL), além de declará-los em seu Imposto de Renda.

Por isso, é necessário investir em um processo contábil e fiscal eficiente, capaz de registrar a entrada da mercadoria no estoque e sua baixa, quando as cestas básicas forem entregues, para auxiliar sua contabilidade.

Dessa forma, você vai pagar menos impostos e vai manter seu funcionário mais motivado e produtivo.

Concessão de cestas básicas

Há casos em que a entrega das cestas é obrigatória, devido a Acordos, Convenções e Dissídios Coletivos. Se não respeitados, a empresa pode pagar multa por descumprimento e o funcionário reclamar judicialmente.

Contudo, você pode conceder cestas básicas aos seus colaboradores de modo espontâneo e livre. Quando a distribuição for por vontade própria da empresa, é necessário cautela, pois mesmo em períodos de crise, as cestas devem ser mantidas.

Você pode fazer um planejamento de benefício, a partir do perfil dos colaboradores e a quantidade de cestas básicas utilizadas. Assim, será possível adquirir a quantia exata de cestas a serem distribuídas.

Tempo de concessão

Como dito, mesmo quando a concessão das cestas básicas é voluntária, não pode ser suspensa. O empregador também não pode reduzir ou alterar este benefício, por se tornar direito adquirido do colaborador.

Assim, não é possível negar o direito, por exemplo, sob a alegação de o empregado não ter tempo de trabalho suficiente, pois não existe carência. Não parece justo um funcionário ser o único a não receber cesta básica porque é recém-contratado, não é mesmo?

Ainda, um colaborador não pode ser impedido de receber cesta básica por ter cometido uma falta apurada, faltado ao trabalho por algum motivo ou afastado por atestado médico. Empresas que vedam ao trabalhador esse benefício podem pagar multas trabalhistas.

Por mais que sejam poucas regras, segui-las corretamente evita que a empresa tenha esses problemas. Para evitar esse cenário, procure uma empresa especializada que possa orientá-lo de modo completo.

Mesmo que você monte uma cesta com economia, nada impede que ela seja eficiente e personalizada. Ademais, não se esqueça de que algumas empresas oferecem a solução perfeita para quem deseja comprar cestas básicas já montadas, assegurando praticidade e economia ao conceder o benefício.

Por meio dos serviços especializados da Cesta Nobre, você pode personalizar as cesta, para ficar de acordo com o perfil e necessidades dos colaboradores. Conheça o trabalho e se surpreenda!

Cesta básica como fonte de econômia

A cesta básica desempenha um papel crucial tanto para as famílias que a recebem quanto para as empresas que a compram. Para as famílias de baixa renda, essa ajuda alimentar representa uma garantia de acesso a alimentos essenciais, contribuindo para a nutrição e saúde de seus membros. Além disso, a cesta básica alivia o orçamento doméstico, possibilitando que recursos financeiros sejam alocados para outras necessidades fundamentais, como educação e saúde.

Cesta básica e os benefícios para empresas

Para as empresas, oferecer cestas básicas aos funcionários é uma forma de demonstrar preocupação e cuidado com o bem-estar da equipe. Funcionários bem alimentados tendem a ser mais saudáveis, produtivos e engajados, resultando em um ambiente de trabalho mais positivo e eficiente. Além disso, essa prática pode reduzir a rotatividade de funcionários, economizando recursos em processos de contratação e treinamento.

Adicionalmente, o fornecimento de cestas básicas pode gerar benefícios para a sociedade como um todo. Ao comprar esses produtos em grandes quantidades, as empresas estimulam a produção local e colaboram para a sustentabilidade da cadeia produtiva, impulsionando a economia regional.

Portanto, a cesta básica é um importante instrumento de apoio social, trazendo vantagens significativas tanto para as famílias beneficiadas quanto para as empresas que a disponibilizam aos seus colaboradores. Essa prática solidária fortalece os laços entre a comunidade e o setor privado, reforçando o compromisso com o desenvolvimento socioeconômico e a construção de um futuro mais próspero para todos.

Entendeu a importância de escolher bem os itens da cesta básica e o seu impacto para se manter uma vida saudável? Para acompanhar mais postagens, curta a nossa página no Facebook e se mantenha informado!

Banner finalização de artigo Cesta Básica

Compartilhe:
escrito por
Vinicius Cabral
Especialista em Marketing Digital
4.6 9 votes
Avaliação do Artigo
Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
0
Would love your thoughts, please comment.x