?>
Gestão de Negócios

Como negociar com fornecedores? Mostramos aqui!

Tempo de leitura estimado: 5 min.

Nenhuma empresa consegue crescer sozinha. É preciso contar com o apoio não apenas dos funcionários, mas também de bons parceiros de negócios, construindo uma relação de confiança e benefício mútuo. Para tanto, é fundamental saber como negociar com fornecedores de modo a assegurar o bom funcionamento da organização e a competitividade no mercado.

Do contrário, a falta de fornecedores adequados pode comprometer a produtividade e a eficiência da empresa, além do atendimento de outras necessidades, como o fornecimento de benefícios corporativos. É preciso saber negociar preços, prazos e condições de pagamento, mas sem prejudicar o relacionamento com a empresa fornecedora.

O problema é que nem sempre é fácil conduzir esse tipo de negociação. Assim, para ajudar você, separamos algumas dicas essenciais de como negociar com fornecedores. Continue lendo e aprenda como ter melhores resultados com seus parceiros de negócios!

Faça um bom planejamento

O primeiro passo é planejar todas as ações, entendendo quais as necessidades da organização e definindo uma estratégia para a relação com os fornecedores. É preciso saber quais tipos de fornecimento serão necessários, fazendo uma lista de todos os produtos e serviços, e quais as principais empresas que atuam em cada setor.

Por sinal, boa parte das falhas nas negociações com fornecedores acontecem devido à falta de planejamento. A empresa não tem uma ideia clara de suas necessidades e de como cada fornecedor poderá atendê-las.

Esse planejamento também é importante para se saber quais são as limitações da empresa, seja em relação ao preço, seja em relação à flexibilidade na negociação. Um bom exemplo disso é saber se é possível pagar um pouco mais por um serviço de mais qualidade. Com essas e outras informações mais específicas em mãos, é possível chegar às negociações com mais confiança.

Realize uma pesquisa de mercado

Depois de entender de quais tipos de fornecedores sua empresa precisa, é hora de fazer uma boa pesquisa de mercado para conhecer quais poderiam atender às suas demandas. A princípio, é bom ter uma visão mais geral sobre cada mercado ou área de atuação, separando os principais fornecedores.

Em seguida, é importante comparar as características de cada fornecedor para saber se eles são realmente equivalentes. Afinal de contas, nem sempre uma empresa que atua em determinado setor poderá atender a uma necessidade específica, pela capacidade de entrega ou personalização, por exemplo.

Definidos os competidores, é o momento de receber e avaliar as propostas comerciais. É importante verificar a capacidade de fornecimento de cada um, bem como os preços, condições de pagamentos e outras vantagens oferecidas. Nessa hora, é preciso ponderar o custo-benefício, pois nem sempre a proposta mais barata é aquela que melhor atende à demanda.

Além disso, é bom ir além da proposta inicial oferecida. Veja se há possibilidade de revisar alguns termos e conquistar melhores condições. No entanto, procure não exagerar, para não prejudicar a relação com a empresa.

Alinhe preços e prazos

A próxima etapa na negociação com fornecedores é o alinhamento dos preços, dos prazos e das condições de pagamento com as empresas escolhidas. Lembre-se de que não se trata de um jogo, em que um deve sair ganhando e o outro perdendo. Na verdade, essa negociação deve ser vantajosa para ambas as partes.

Assim, é importante entender o que o seu futuro fornecedor precisa para conseguir atender às suas necessidades. Por isso, sempre que for negociar, ofereça algumas possibilidades. Nessa hora, ser flexível pode ser o segredo para conseguir o melhor fornecedor pelas melhores condições.

Para que isso dê certo, é muito importante entender quais são, de fato, as suas necessidades e possibilidades. Também é preciso estabelecer algumas prioridades, por exemplo, o que é mais importante: preço mais baixo ou um maior prazo de pagamento? Ou seja, em algum momento será preciso que a sua empresa faça concessões.

Outro ponto relevante durante esse alinhamento é ser claro e objetivo e manter a calma em toda a negociação. O tom da conversa nunca deve ser pessoal, mostrando para a outra parte que você está buscando a solução mais adequada para a sua empresa, dentro de um planejamento e a partir de objetivos preestabelecidos.

Proteja-se contra imprevistos

É sempre bom fazer essa negociação com fornecedores com antecedência, para evitar imprevistos. Em uma situação de última hora, é mais provável que a sua empresa perca o poder de negociar e barganhar alguma coisa, uma vez que há urgência no atendimento de uma demanda.

Dessa forma, logo que for feito um planejamento, o ideal é começar a pesquisar no mercado e iniciar o contato com as empresas. Ainda que seja para um fornecimento pontual, é necessário contar com um prazo maior de negociação para evitar qualquer problema.

Mesmo depois de definido um fornecedor e negociados todos os preços e prazos, é fundamental deixar todas as cláusulas do contrato muito claras, destacando as obrigações de cada uma das partes. Após a assinatura, é mais difícil rever qualquer posição.

Além disso, é pertinente contar com outras opções de fornecimento, caso haja algum problema com o fornecedor escolhido. É melhor ter um plano B, e até um C, do que ficar sem um produto ou serviço essencial dentro da sua empresa.

Conquiste a confiança dos fornecedores

Por fim, é vital buscar um bom relacionamento com os fornecedores. Afinal de contas, eles são importantes para a sua empresa, podendo garantir bons produtos pelos melhores preços e condições de pagamento.

Mas vai muito além disso. Uma relação de confiança aumenta a segurança de ambas as partes no cumprimento das obrigações definidas em contrato. Pode-se reduzir bastante o risco de falta de fornecimento e, principalmente, de comprometimento da reputação da sua empresa no mercado.

O fato é que essa é uma relação de longo prazo. Portanto, agora que você já viu como negociar com fornecedores, pode buscar por aqueles que conseguem oferecer mais qualidade e com a confiança de que sua empresa precisa. Pense nisso sempre que for contratar um novo fornecedor, sobretudo os que fornecem benefícios para os seus funcionários.

Gostou dessas dicas de como negociar com fornecedores? Quer conhecer uma empresa especializada em fornecimento de cestas básicas? Então, entre em contato conosco e confira as nossas vantagens!

Compartilhe:
escrito por
Renato Xavier
Diretor de Operações e Marketing

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

O papel do RH na pandemia do coronavírus

Baixe o Ebook Não, obrigado