?>
Gestão de Negócios

O que é melhor: cesta básica a domicílio ou entregue na empresa?

Tempo de leitura estimado: 5 min.

Como organização, a sua empresa deve promover o bem-estar dos trabalhadores por meio de ações e incentivos, como o fornecimento de benefícios. Muitos deles não são físicos, como o plano de saúde e o odontológico. Entretanto, temos outros que são, como a cesta básica. Será que vale mais a pena o funcionário retirá-la na empresa ou recebê-la em casa?

Neste artigo, levantamos alguns pontos para que você, empresário, considere ao responder o questionamento feito. Vamos abordar aspectos como espaço físico, gerenciamento de estoque, transporte, e outros mais. Analise com cautela cada um deles e saiba o que é mais benéfico para a sua empresa.

Continue a leitura e descubra o que é melhor: cesta básica em domicílio ou entregue na empresa.

Cesta básica na empresa x espaço físico

A empresa que decide fornecer as cestas básicas nas suas instalações precisa de um espaço físico para o armazenamento e distribuição delas. Dependendo do porte da sua empresa, esse lugar pode ser grande demais — espaço que serviria para a ampliação da produção ou do escritório, por exemplo.

Além disso, o armazenamento de alimentos deve seguir uma série de regras determinadas por órgãos como a Agência Nacional de Vigilância Sanitária.

Cesta básica na empresa x estoque

Mesmo que a sua empresa tenha espaço de sobra para armazenar e distribuir as cestas básicas, lembramos que esse processo requer uma eficiente gestão de estoque. Os alimentos não podem passar do prazo de validade e deve ser feito um rigoroso controle para que cada funcionário retire somente o que de fato é seu.

A gestão de estoque cria ainda uma nova demanda, que é a adoção de um software de controle e toda a operação logística para o recebimento e distribuição das cestas.

 

Cesta básica na empresa x pessoal

O funcionamento dos processos citados nos tópicos anteriores depende de recursos humanos, terceirizados ou não. Isso significa mais custos para a sua empresa, afinal, não basta colocar uma pessoa para receber e distribuir as cestas. Existem outras questões envolvidas, como a limpeza do local e o cumprimento de leis.

No cenário atual, no qual as empresas querem reduzir custos, a contratação de novos funcionários vai na contramão dessa intenção.

Cesta básica na empresa x tempo

Pode ser que você encontre uma solução para fazer a distribuição das cestas básicas na empresa, como a ajuda de outros profissionais nesse processo. O fato é que essa ação pode ser prejudicial, pois caracteriza acúmulo de função. Além disso, você perde a eficiência dos trabalhadores envolvidos.

Profissionais que participam de muitas tarefas distintas ao mesmo tempo tendem a ser menos focados que os demais. Lembre-se de que você poderia aproveitá-los melhor nas estratégias da organização.

Cesta básica na empresa x transporte

Por fim, temos o próprio trabalhador como alvo desse debate. Por mais que a cesta básica seja um benefício, imagine o que é ter que sair do trabalho, depois de um dia cansativo, com uma caixa pesada e ainda enfrentar o transporte público das cidades do nosso país — que já não é conhecido pelo conforto e eficiência.

O que do ponto de vista empresarial é um benefício, pode ser entendido pelo colaborador como um fardo. E tenha em mente que os trabalhadores não são iguais. Alguns podem ser cadeirantes, por exemplo, impossibilitados de carregar esse tipo de peso. Outros possuem particularidades, como mulheres grávidas.

Diante dos fatos aqui apresentados, responda com sinceridade: o que é melhor para a empresa? Entregar a cesta básica em domicílio ou nas próprias instalações?

Entre em contato com a Cesta Nobre e vamos fazer algo incrível! Solicite o seu orçamento e saiba como podemos ajudar você e a sua empresa a fornecer cestas básicas em domicílio para os seus profissionais.

Renato XavierPublicado Por:
Renato Xavier- Diretor de Operações e Marketing

Compartilhe:
escrito por
Renato Xavier
Diretor de Operações e Marketing

3 respostas para “O que é melhor: cesta básica a domicílio ou entregue na empresa?”

  1. Avatar Gilmar Leonidio dos Santos disse:

    Boa noite a todos!!!!! gostaria se possível vocês responderem alguns questionamentos que gostaria esclarecer .
    quando compro os alimentos a serem feitos as cestas básicas , como vou saber o valor de venda de cada produtos. para que eu possa me basear o valor de lucro de cada produto. A empresa distribuidora da uma lista??? Se for eu que tenho de fazer , como vou me basear valor de venda????
    É lucrativo comprar cestas ja pronta para revender ou montar as sextas?????

    • Avatar Renato Xavier disse:

      Olá Gilmar.
      A cesta básica é composta por vários itens, portanto a margem de lucro deve ser calculada com o preço de custo sumarizado de todos os itens. Esse critério deve ser adotado em qualquer forma de venda, seja para uma cesta pronta ou uma cesta personalizada.
      Sua pergunta sobre comprar para revender ou montar as cestas em sua própria loja, vai depender muito da estrutura e a demanda que você conseguirá atingir. Porém vale ressaltar que a operação de montagem de cestas é bem mais complexa do que parece na teoria.
      Boa sorte e obrigado pelas perguntas.
      Grande abraço.

  2. Avatar Luziaurea Britto Lima disse:

    Olá, tudo bom?!
    Quero montar uma uma revenda de cestas básicas em Natal, RN. Onde consigo informações dos melhores distribuidores naquela região e qual programa que possa controlar o estoque, as vendas ? aguardo resposta, muito obrigada.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Guia dos principais benefícios para oferecer para funcionários

Baixe o Ebook Não, obrigado