?>
Gestão

O que é turnover involuntário e como medi-lo?

Tempo de leitura estimado: 5 min.

O turnover se tornou um grande problema para as empresas, preocupando os gestores. Por isso, o setor de recursos humanos precisa sempre buscar soluções para minimizá-lo, inclusive, entendendo qual é o cenário dentro da organização. No entanto, você sabe o que é turnover involuntário?

Esse é um conceito ainda pouco desenvolvido no ambiente corporativo, mas que causa grande impacto. Afinal de contas, os custos envolvidos na contratação e no treinamento de um novo funcionário podem demorar muitos meses para serem repostos. Uma alta rotatividade pode comprometer a produtividade e o faturamento do negócio. Para ajudar você, neste artigo mostramos o que é turnover involuntário e como medi-lo na sua empresa. Acompanhe!

Afinal, o que é turnover involuntário?

No mundo dos negócios, turnover representa a rotatividade de profissionais dentro de uma empresa. É um indicador muito importante para o RH, pois mostra quantas pessoas foram desligadas ou pediram demissão em determinado período.

Dentro desse conceito, podemos distinguir dois tipos básicos de turnover. O voluntário é a forma mais tradicional, em que um funcionário pede para sair da empresa. Neste caso, os motivos são os mais diversos, como a insatisfação profissional, problemas com a gestão, ou mesmo, questões pessoais, como uma mudança de cidade.

Já o turnover involuntário consiste na demissão de iniciativa da empresa. Neste caso, o desligamento também pode ocorrer por diversas razões, como uma redução de custos, queda da produtividade ou conduta antiética.

Como calcular o índice de turnover?

O turnover deve ser entendido pela organização como um indicador de desempenho, uma vez que influencia de modo decisivo nos custos e na produtividade da empresa. Vale lembrar que muitos negócios têm o capital humano como principal recurso, como no caso de consultorias especializadas.

Para calcular o turnover, basta dividir a quantidade de funcionários que deixaram a empresa pelo total de funcionários naquele momento e multiplicar por 100. Assim, se uma empresa tem 60 colaboradores e perdeu 6 nos últimos 12 meses, podemos dizer que o valor do turnover é de 10% em um ano.

Entender se esse é um valor alto ou baixo depende muito do seu tipo de negócio e área de atuação. Portanto, além de medir o turnover, é necessário compará-lo com padrões estabelecidos, como os resultados de anos anteriores ou de empresas semelhantes.

Como reduzir a rotatividade dos colaboradores?

O setor de RH pode adotar algumas medidas para reduzir o turnover e minimizar o seu impacto. Essas ações visam uma maior efetividade nas contratações e a retenção de talentos. Confira a seguir.

Aprimore o processo seletivo

O primeiro passo é aperfeiçoar o processo de recrutamento e seleção, encontrando não apenas os profissionais mais qualificados, mas que também tenham as características comportamentais necessárias para o desempenho da função. O ideal é identificar os perfis que compartilhem valores semelhantes aos da empresa e que possam se adequar à cultura organizacional.

Ofereça benefícios mais competitivos

Uma das formas mais interessantes de reter talentos é investir em uma política de benefícios mais atrativa. Dessa forma, é importante ir além dos tradicionais vale alimentação e plano de saúde, fornecendo diferenciais, como vale cultura, cestas básicas e premiações. Inclusive, os benefícios podem ser flexíveis, ficando a critério do colaborador.

Reconheça talentos

Reconhecer o esforço dos profissionais é fundamental para que eles permaneçam engajados nos objetivos do negócio. Do contrário, podem ficar frustrados, afetando a produtividade de toda a equipe.

Crie um plano de carreira

Um plano de carreira ajuda bastante a reduzir o turnover, pois motiva o colaborador a produzir mais e a crescer. Ele sente que o seu empenho pode gerar melhores oportunidades, fazendo com que se comprometa mais com resultados.

Agora que você sabe o que é turnover involuntário e como medi-lo, pode adotar essas e outras medidas para reduzir os seus impactos. Além disso, procure sempre ouvir seus funcionários, entendo como é possível melhorar o processo de seleção e as ações voltadas para aumentar a retenção de talentos.

Gostou de saber o que é turnover involuntário? Quer conferir mais dicas como essas? Então, siga-nos no Facebook, no Instagram, no LinkedIn e no Youtube e não perca nenhum conteúdo!

Compartilhe:
escrito por
Luciana Xavier

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Guia dos principais benefícios para oferecer para funcionários

Baixe o Ebook Não, obrigado