?>
Gestão de Negócios

O que não pode faltar na cesta básica escolar?

Tempo de leitura estimado: 5 min.

Sabia que a Cesta Básica Escolar é um benefício obrigatório aos professores do estado de São Paulo? Pois então, o item tem previsão legal e uma série de regrinhas que devem ser observadas pelos gestores, antes de sua aquisição — da quantidade de mercadoria aos itens obrigatórios, tudo é previsto em um acordo coletivo!

Se você se interessou pelo assunto, este é o momento para que você entenda mais sobre a Cesta Básica Escolar. Neste artigo, explicamos por que ela é tão importante e ajudamos você a montar a sua. Confira!

Por que oferecer a Cesta Básica Escolar?

A Cesta Básica Escolar está prevista na convenção coletiva dos professores de São Paulo. Segundo a convenção, as escolas deverão fornecer aos seus professores cestas de, no mínimo, vinte e quatro quilos (esse número cai para doze, quando a quantidade de alunos da instituição for menor que cem estudantes).

A lei também prevê que pode haver substituição da cesta por vale-alimentação no valor de R$ 85,00. Mas, fique atento, pois oferecer a cesta pode ser uma solução muito mais interessante. No mercado, é possível encontrar cestas básicas com preços que variam entre R$ 36,00 e R$ 57,00, o que reduz o custo desse benefício, mantendo-se a qualidade dos produtos!

Quais itens não podem faltar na Cesta Básica Escolar?

O acordo prevê alguns itens obrigatórios na Cesta Básica Escolar. Mas, além deles, você pode acrescentar itens indispensáveis à alimentação do dia a dia. Veja quais são eles:

Grãos

Arroz, feijão e café são os itens indispensáveis do benefício. Mas, além desses — que são obrigatórios —, você pode acrescentar outros como o milho e a aveia.

Fontes de carboidratos

O acordo prevê o macarrão, o açúcar e os cereais — farinha de trigo, farinha de fubá e farinha de mandioca — como itens obrigatórios da Cesta Básica Escolar. Eles não podem faltar na cesta!

Nesse segmento, é possível incrementar a cesta com farofa temperada, biscoitos recheados, goiabada e outros alimentos ricos em carboidratos.

Temperos e legumes

Para tornar a cesta ainda mais rica, aposte nos temperos e outros alimentos prontos, como o purê de tomate (item indispensável da cesta) e a seleta de legumes. Eles oferecem sabor e praticidade à alimentação.

Alimentos instantâneos

Por fim, temos os alimentos instantâneos. São itens obrigatórios o leite em pó e o achocolatado. Leite líquido, macarrão instantâneo, enlatados e outros similares são alimentos que podem ser acrescentados à cesta, facilitando o preparo da alimentação pelo trabalhador.

Resumindo, os itens que não podem faltar na Cesta Básica Escolar são o arroz, óleo, macarrão, feijão, café, sal, farinha de trigo, açúcar, biscoito, farinha de mandioca, purê de tomate, tempero, farinha de fubá, achocolatado e leite em pó. É possível acrescentar itens à vontade, desde que os produtos em estejam dentro do peso total estabelecido.

E então, já sabe a importância da Cesta Básica Escolar e o que não pode faltar nela? Esperamos ter ajudado! Se quiser ter acesso a mais artigos como este, assine nossa newsletter e receba conteúdo novo diretamente em seu e-mail!

Vinicius Dias

Publicado Por:
Vinicius Dias- Analista de Marketing Digital

Compartilhe:
escrito por
Vinicius Dias
Pós-graduado em Gestão de Marketing Online. Atualmente responsável pela parte de Automação e Marketing Digital da empresa Cesta Nobre, foi gestor da loja online Elementar Bebidas e atuou como Analista de Marketing Digital/Eventos da empresa Ciashop Tecnologia e gerenciou os perfis sociais do Governo do Estado de São Paulo, com ênfase no segmento de Agronegócios.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Guia dos principais benefícios para oferecer para funcionários

Baixe o Ebook Não, obrigado