?>
Gestão de Pessoas

Rotatividade de funcionários: saiba quanto ela custa para sua empresa

Tempo de leitura estimado: 5 min.
A falta de uma gestão efetiva de mão de obra eleva os percentuais de demissões e admissões e, consequentemente, aumenta os custos com alta rotatividade de funcionários de uma empresa.

Tal fato pode ocorrer por desmotivação, descontentamento salarial ou mesmo pela busca de novos horizontes profissionais. Contudo, quando uma organização perde colaboradores ou tem que contratar novos para substituí-los, isso impacta no aspecto financeiro e no desempenho da equipe.

A rotatividade, ou o chamado “turnover”, representa um alto custo para empresas que não dão a devida atenção à gestão de seus recursos humanos. Sendo assim, é preciso ficar de olho nisso. Quer entender melhor o assunto? Acompanhe o texto e saiba mais!

O que é a rotatividade de funcionários?

Não é incomum que os gestores se deparem no dia a dia com pedidos de demissão, dispensa de funcionários devido a um baixo desempenho ou com a preocupação de recrutar novos colaboradores para suprir as demandas produtivas.

Entretanto, esse movimento de saída e chegada de empregados, também conhecido como turnover, deve ser analisado com atenção para averiguar se está dentro da normalidade.

Um sinal de alerta é quando o índice de desligamentos voluntários está alto, especialmente se ele estiver relacionado com pedidos de demissão de funcionários qualificados e produtivos, já que isso pode ser um indicativo de problemas internos, que influenciam a rotatividade e o desempenho da equipe. 

Como calculá-la?

A preocupação em calcular a rotatividade de funcionários vai além de manter uma boa equipe — um alto turnover pode comprometer gravemente as finanças de uma empresa e levar a uma série de gastos, tais como:

  • despesas com novas contratações e processos de seleção;
  • despesas trabalhistas de demissão e admissão, além de gastos com sindicatos ou, ainda, com advogados;
  • despesas com treinamento e capacitação de colaboradores.

O cálculo propriamente dito

A rotatividade é resultado de uma fórmula bastante simples e que pode ser facilmente aplicada a qualquer negócio:

Turnover = (admissões + demissões) / 2 x 100

Em geral, índices acima de 5% podem comprometer a rotina operacional e a produtividade. Ou seja, caso o turnover esteja em 10%, isso significa que a empresa está utilizando, no período, apenas 90% da sua força de trabalho.

A rotatividade de funcionários é um processo oneroso e que interfere diretamente no clima organizacional e no relacionamento entre as pessoas e a própria companhia. Dessa forma, o cálculo pode ser utilizado como um “termômetro” quanto à satisfação dos recursos humanos, sendo possível verificar as causas que estão levando a esse número e aplicar estratégias para resolvê-las.

Por que a rotatividade acontece?

Uma série de fatores influenciam o escopo de recursos humanos de uma empresa — aposentadorias, fatalidades, mudanças de cidades, entre outras situações. No entanto, a alta taxa de rotatividade de funcionários, geralmente, é causada por questões internas, que afetam a motivação da equipe.

Lidar com problemas de recursos humanos não é uma questão tão simples. Contudo, para evitar o alto índice de turnover é preciso investigar esses problemas e aplicar soluções para melhorar o engajamento e a motivação. Veja a seguir as principais causas da rotatividade.

Baixa remuneração

A baixa remuneração afeta a satisfação dos colaboradores e é um dos principais motivos para que eles busquem oportunidades em empresas que ofereçam condições melhores.

Por isso, para contar com profissionais qualificados, é fundamental que a remuneração seja condizente com a realidade do mercado, além disso, você pode estabelecer uma política de benefícios que seja atrativa para o público interno.

Ambiente de trabalho ruim

Um clima organizacional ruim e um ambiente de trabalho negativo são outros fatores que causam a rotatividade da equipe. Conviver com pessoas hostis, por exemplo, é algo que interfere na produtividade e na motivação do time.

Sendo assim, é preciso analisar se essa e outras situações negativas ocorrem na empresa  — o que pode ser feito com uma pesquisa de clima ou canal para feedback dos colaboradores, por exemplo  — e aplicar estratégias buscando melhorar o ambiente de trabalho. Ações de comunicação e eventos internos que incentivem a integração da equipe podem contribuir para isso.

Falta de reconhecimento

Outro fator que tem influência na taxa de turnover é a falta de valorização dos colaboradores.

Todo profissional que realiza um bom trabalho gosta de ser reconhecido por isso. Essa atitude valoriza e motiva a equipe. Assim sendo, vale a pena investir em políticas de premiações para funcionários que alcançaram as metas, prêmios de fim de ano, como cestas de natal, entre outras ações.

Outra estratégia positiva, e que contribui para aumentar a satisfação com a empresa, é o plano de carreira. Dessa forma, o profissional se mantém motivado para aprimorar seu desempenho, melhorar suas habilidades e conquistar novas posições dentro da companhia.

Falta de liderança

Os líderes têm um papel significativo no engajamento do time. Eles são responsáveis por acompanhar a equipe, estimular a melhora no desempenho dos funcionários, fornecer feedback, entre outras atitudes.

Se a liderança for ineficiente, ou negativa, isso afetará o ambiente de trabalho e a motivação do público interno. Por isso, é tão importante contar com bons líderes e promover o desenvolvimento deles.

Como a rotatividade interfere nos resultados da empresa?

Organizações que apresentam alta rotatividade perdem em termos de produtividade e também em recursos financeiros. Isso porque cada novo colaborador demanda um período de treinamento e experiência, durante o qual o desempenho tende a ser menor.

Além disso, colaboradores que estão próximos de se aposentarem, de serem desligados ou demitidos acabam reduzindo a produção e comprometendo as metas planejadas.

Outro fator negativo é a perda de conhecimento. Quando a empresa investe em treinamentos e cursos, ela espera que o funcionário aplique isso no dia a dia do negócio. Com a saída do profissional, acaba ocorrendo uma perda de conhecimento e de investimento.

A alta taxa de turnover também pode afetar a credibilidade da organização e afastar talentos, já que outros profissionais podem considerar a troca frequente de empregados como um sinal negativo.

Sendo assim, é extremamente importante acompanhar a rotatividade de funcionários na empresa de forma a estabelecer uma política de recursos humanos para engajar e reter talentos, oferecendo desde treinamentos até benefícios e programas.

O texto foi positivo para você? Então, compartilhe o conteúdo em suas redes sociais para que outros profissionais fiquem por dentro do assunto!

Siga-nos nas redes sociais para ficar por dentro de outros conteúdos com este. Estamos no Facebook e Linkedin.

Renato XavierPublicado Por:
Renato Xavier- Diretor de Operações e Marketing

Compartilhe:
escrito por
Renato Xavier
Diretor de Operações e Marketing

7 respostas para “Rotatividade de funcionários: saiba quanto ela custa para sua empresa”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

O papel do RH na pandemia do coronavírus

Baixe o Ebook Não, obrigado