?>
Gestão de Pessoas

Saúde do trabalhador: 6 práticas para começar a cuidar mais dos seus funcionários

Tempo de leitura estimado: 5 min.

Quando falamos de saúde do trabalhador, logo pensamos nos exames periódicos e nas medidas mais tradicionais de segurança no trabalho. Entretanto, há um outro lado do cuidado com funcionários que deve ser alvo de atenção de empresários e gestores. Estamos falando de diversas medidas de cuidado com a saúde que influenciam diretamente a produtividade e a satisfação dos profissionais em relação à organização em que trabalham.

Neste texto, mostramos por que é fundamental ficar atento para medidas de segurança e bem-estar e quais são as principais práticas para tratar dos funcionários. Continue a leitura e confira!

Qual é a relação entre saúde e produtividade?

Qual é o bem mais valioso em sua empresa? Se você respondeu prontamente que é o capital humano, parabéns! Você tem um mindset alinhado ao de executivos de grandes empresas como Google, Netflix e Facebook, uma vez que essas são corporações que possuem uma cultura “people first”.

Esse conceito de colocar pessoas em primeiro lugar tem ganhado destaque no mercado corporativo e motivado gestores a oferecer melhores condições de trabalho às suas equipes. Por que eles estão fazendo isso? Basicamente, porque eles perceberam que fomentar estratégias de cuidado com a saúde — física e psicológica — dos trabalhadores tem grande impacto na produtividade deles e, consequentemente, nos resultados da empresa.

Esse impacto positivo nos profissionais tem diversas motivações. Em primeiro lugar, eles notam que a organização se preocupa com eles e valoriza seu trabalho — isso traz mais satisfação e engajamento. Os talentos também se sentem mais confortáveis para produzir, colaborar e inovar em ambientes organizacionais mais saudáveis. O resultado não poderia ser outro que não uma maior lucratividade para a empresa e ainda benefícios como maior retenção de talentos e fortalecimento da cultura empresarial.

Quais são as melhores práticas para cuidar dos colaboradores?

Pensar em cuidados com a saúde do trabalhador não se limita a exames periódicos nem a cumprir as normas obrigatórias de segurança do trabalho.

A seguir, mostraremos que existem diversas práticas de zelo que vão além e têm o potencial de evoluir o ambiente corporativo para um cenário mais familiar e amistoso. Selecionamos 6 medidas que você pode começar a adotar ainda hoje. Acompanhe!

1. Melhora da postura corporal

O bem-estar com o próprio corpo é fundamental para a produtividade. Qualquer um que já precisou trabalhar com dores ou desconfortos sabe o quanto isso pode afetar a rotina de tarefas.

Considerando que atualmente funcionários passam muitas horas sentados e em frente a computadores, é importante ficar atento para a postura correta para sentar e manusear equipamentos como mouse e teclado.

Com esse entendimento, muitas empresas já têm proporcionado treinamentos especiais aos colaboradores nesse sentido, além de momentos de alongamento com especialistas e atividades como yoga e pilates.

2. Bons relacionamentos

Um fator que poucos levam em consideração ao pensarem em saúde do trabalhador é o impacto dos relacionamentos interpessoais na produtividade.

O ritmo do mercado corporativo acabou transformando muitas equipes em verdadeiros campos de guerra, com rivalidades, pressão e preconceitos. O efeito disso são pessoas demasiadamente estressadas, desanimadas e, até mesmo, deprimidas.

Olhar para o lado psicológico das pessoas da empresa é imprescindível, e isso pode ser feito cultivando ambientes mais leves e sadios e incentivando o trabalho em equipe, a parceria e o desenvolvimento mútuo.

3. Boa comunicação

Ter uma comunicação clara também interfere na máquina empresarial, e gestores podem observar resultados incríveis se investirem nessa área. Seus colaboradores têm sido ouvidos? Você pode se surpreender ao entender o que eles pensam, como veem a empresa e os processos e o que sugerem de melhorias.

Organizações que abrem espaço para uma cultura de feedback e uma comunicação mais horizontal experimentam um espaço em que a criatividade e a inovação são constantes. Essas práticas têm levado ao crescimento e ao sucesso de muitas empresas ao redor do mundo.

4. Espaços confortáveis

O aspecto físico da organização também é relevante para a saúde do trabalhador. A insalubridade já é uma situação conhecida pelas empresas, com uma legislação clara e diversos deveres por parte do empregador.

Mas existem outros fatores que podem influenciar o conforto do espaço. Entre eles estão o tamanho das áreas em relação à quantidade de pessoas, as cadeiras e mesas usadas e os ambientes comuns de descanso e confraternização.

Considerando o tempo que os profissionais passam dentro da organização diariamente, oferecer espaços agradáveis é um meio de agregar valor à experiência do colaborador.

5. Ferramentas adequadas

Além do espaço físico e do mobiliário, as ferramentas e os softwares usados pelos colaboradores também estão relacionadas ao conforto, à satisfação e à produtividade.

Exemplificando, muitas equipes precisam trabalhar com computadores antigos e lentos e programas desatualizados ou que não atendem mais às demandas necessárias. Como resultado, temos um serviço mais lento e menos otimizado e ainda profissionais estressados e com percepção de desvalorização por parte da empresa.

Para mudar esse quadro, invista em bons equipamentos e ferramentas que atendam às necessidades para um serviço eficaz. Afinal, é responsabilidade da organização proporcionar as ferramentas necessárias para a produção de resultados.

6. Locais seguros e acessíveis

Por fim, é prioritário que empresas se preocupem com a segurança e a acessibilidade de seus locais de trabalho. É preciso sempre lembrar que as organizações são diretamente responsáveis pelas vidas dos seus colaboradores e de suas famílias.

Cumprir todas as normas de segurança e estar atento aos prazos de revisão das instalações do prédio, por exemplo, é obrigatório para qualquer empresa, independentemente do porte ou do segmento.

Além disso, é preciso considerar a necessidade de ambientes que abracem a diversidade e incluam pessoas com limitações físicas, garantindo acessibilidade e conforto a elas.

Por que a preocupação com a saúde da equipe deve ser prioridade?

Mais do que a busca por resultados financeiros da empresa, a preocupação com a saúde do trabalhador é o que faz a organização se diferenciar das demais. Enquanto algumas medidas são obrigatórias, outras são formas claras de mostrar a valorização do capital humano. Elas são ainda uma maneira estratégica de garantir maior produtividade para alcançar metas.

A fim de ajudar empresas a cuidarem da saúde do trabalhador, a Cesta Nobre tem fornecido, há 20 anos, soluções que garantem o bem-estar e a qualidade de vida dos profissionais. Queremos ser parceiros da sua organização também! Entre em contato conosco e descubra o que podemos realizar juntos.

Vinicius DiasPublicado Por: 
Vinicius Dias – Analista de Marketing Digital

Compartilhe:
escrito por
Vinicius Dias
Pós-graduado em Gestão de Marketing Online. Atualmente responsável pela parte de Automação e Marketing Digital da empresa Cesta Nobre, foi gestor da loja online Elementar Bebidas e atuou como Analista de Marketing Digital/Eventos da empresa Ciashop Tecnologia e gerenciou os perfis sociais do Governo do Estado de São Paulo, com ênfase no segmento de Agronegócios.

Uma resposta para “Saúde do trabalhador: 6 práticas para começar a cuidar mais dos seus funcionários”

  1. […] em outro artigo que separamos algumas práticas fundamentais para cuidar mais dos seus funcionários. Boa […]

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

O papel do RH na pandemia do coronavírus

Baixe o Ebook Não, obrigado