?>
Gestão de Pessoas

Segurança do trabalho: o que é e como conscientizar os colaboradores?

Tempo de leitura estimado: 5 min.

Quando se fala em obrigações trabalhistas, muitas empresas focam apenas no pagamento das verbas devidas aos colaboradores. Porém, elas também devem observar as normas de segurança do trabalho, com o objetivo de prevenir acidentes e garantir a saúde e a integridade física dos empregados.

Esse assunto gera diversas dúvidas e, nem sempre, as empresas ou os colaboradores entendem sua importância. Pensando nisso, preparamos este conteúdo para esclarecer o que é a segurança do trabalho, as principais normas e como conscientizar os empregados sobre o assunto. Confira!

O que é segurança do trabalho?

A segurança do trabalho é um ramo que atua na prevenção de acidentes relacionados à atividade profissional do trabalhador. Isso é feito com a adoção de diversas medidas e técnicas pela empresa que visam prevenir ou eliminar os riscos que ameaçam a integridade física dos colaboradores.

Dessa forma, o objetivo dessa área é proteger os empregados dos riscos relacionados à sua função ou ao ambiente de trabalho. Para isso, a legislação prevê algumas regras que devem ser observadas pelos empregadores para proporcionar mais segurança aos empregados.

Entre elas, é essencial citar as Normas Regulamentadoras, desenvolvidas pelo Ministério do Trabalho com diversas disposições e procedimentos relacionados à segurança e à saúde do trabalhador.

Quais as principais normas regulamentadoras?

Existem 36 NR’s vigentes, que tratam de diversos setores de trabalho, prevendo regras específicas que devem ser observadas tanto pelo empregador quanto pelo empregado. A seguir, listamos as principais, veja só!

NR 6

Essa é uma das NR’s mais conhecidas, pois trata da obrigatoriedade do uso de Equipamentos de Proteção Individual (EPI) pelos empregados. Eles têm como objetivo reduzir ou eliminar os riscos da atividade, cabendo à empresa fornecê-los aos trabalhadores, sem custo.

Os EPIs devem ser escolhidos com base em uma análise de riscos das atividades exercidas. O empregador também deve fornecer treinamentos e orientações sobre o uso correto, além de fiscalizar a utilização pelos trabalhadores.

NR 7

O Programa de Controle Médico de Saúde Ocupacional (PCMSO), que visa promover e preservar a saúde dos empregados, foi instituído pela NR 7. Entre outras medidas, ele traz a obrigatoriedade dos exames médicos admissionais, demissionais e periódicos, também chamados de Atestados de Saúde Ocupacional (ASO).

Desse modo, ele atua com foco na prevenção, diagnóstico precoce e tratamento de problemas de saúde relacionados ao trabalho ou doenças profissionais e outros danos causados aos trabalhadores.

NR 10

A NR 10 trata da segurança em instalações e serviços de eletricidade, elencando os riscos que os trabalhadores correm pela exposição a instalações elétricas e outras fontes desse tipo de energia.

Portanto, ela prevê as medidas de proteção que devem ser adotadas pelos colaboradores que têm contato direto ou indireto com as redes e instalações, principalmente relacionada ao uso de EPIs. Nesse caso, ela traz especificações sobre os equipamentos que devem ser fornecidos para isolar o trabalhador contra a eletricidade, o que reduz os riscos de choques e outros acidentes.

NR 15

As atividades insalubres trazem grandes impactos para as empresas e seus empregados. Quem trabalha nessas condições tem direito ao adicional de insalubridade, que varia entre 10% e 40% do salário-mínimo, dependendo do grau de exposição.

Ela aborda aos agentes de risco, os limites de tolerância e as medidas que devem ser adotadas para reduzir ou eliminar a exposição. Para isso, ela conta com 14 anexos vigentes que devem ser observados por todos os empregadores ao fazer a análise de riscos do ambiente.

NR 17

A ergonomia é importante para que as condições de trabalho ofertadas ao empregado estejam adequadas às suas características físicas e psicológicas. É exatamente esse o objetivo da NR 17: ela traz medidas que devem ser adotadas pela empresa para proporcionar um ambiente de trabalho confortável e seguro.

Assim, essa norma exerce um papel importante para evitar o desenvolvimento de doenças ocupacionais pelos trabalhadores. Portanto, além de adequar o ambiente, a empresa também deve investir na conscientização dos empregados para que eles observem as práticas indicadas na NR.

NR 23

A NR 23 é extremamente importante para a segurança do trabalho, pois regula a adoção de medidas preventivas de incêndio pelas empresas, sempre seguindo o disposto nas leis estaduais e outras normas sobre o tema. Algumas ações importantes previstas são:

  • ter número de saídas de emergência suficientes para facilitar a evacuação, que não devem ser trancadas durante o expediente;
  • disponibilizar informações sobre procedimentos para evacuar as instalações e como usar os alarmes e os equipamentos de proteção;
  • instalar placas que sinalizem as saídas.

Como conscientizar os colaboradores?

Apesar de o empregador ser responsável por implementar as medidas de segurança do trabalho, o empregado tem a obrigação de colaborar com a implementação dessas ações, obedecendo às previsões legais e normas internas da empresa. Para isso, é essencial conscientizar os trabalhadores sobre a importância dessas medidas para garantir a saúde e a integridade física durante o trabalho. Se você quer saber como fazer isso, confira algumas dicas que separamos.

Ofereça treinamentos

Não saber como usar corretamente os equipamentos de proteção ou quais medidas adotar para prevenir acidentes é um dos principais problemas relacionados a segurança do trabalho. Dessa forma, cabe à empresa investir em treinamentos e capacitações para os empregados. Sempre que entrarem novos colaboradores na empresa, ofereça um curso para explicar as medidas que devem ser observadas para evitar acidentes. Além disso, ofereça capacitações periódicas para que eles fiquem atualizados sobre as melhores práticas.

Crie a Comissão Interna de Prevenção de Acidentes (CIPA)

A CIPA é composta por colaboradores da empresa e sua criação é obrigatória. No entanto, muitas empresas deixam de observar essa regra ou criam a comissão apenas para cumprir a lei, mas não investem em uma atuação realmente ativa da equipe. Ela tem como função promover discussões internas e repassar informações importantes para os trabalhadores sobre a prevenção de acidentes, então é importante contar com uma equipe engajada na comissão.

Faça campanhas

Campanhas internas de conscientização são bastante efetivas para mostrar a importância das medidas de proteção do trabalho. Isso pode ser feito de diversas formas: cartazes e avisos, palestras e outros eventos para discutir o assunto. Para que surtam efeito a longo prazo, as campanhas devem ser constantes. Assim, a saúde e a segurança do trabalho se tornarão itens essenciais da cultura da empresa.

Invista na fiscalização

É obrigação dos trabalhadores adotar as medidas de segurança previstas na lei e exigidas pela empresa. Porém, mesmo com as outras medidas, nem sempre eles entendem a importância desse cuidado. Nesses casos, a fiscalização é uma ótima alternativa. Tenha colaboradores responsáveis por verificar o cumprimento das normas e, diante de irregularidades, aplique medidas cabíveis.

Primeiro, converse com o empregado novamente sobre a necessidade de cumprir essas regras. Se não for suficiente, em novas ocorrências é possível aplicar as penalidades previstas na lei, como advertência, suspensão ou justa causa, dependendo da gravidade ou da reincidência do fato.

Pronto! Agora que você já conhece as principais medidas de segurança do trabalho e as dicas para conscientizar os colaboradores, comece a desenvolver estratégias para que a empresa implemente essas práticas no dia a dia.

Gostou do conteúdo? Caso ainda tenha dúvidas ou queira abordar suas experiências sobre o assunto, deixe o seu comentário e compartilhe com a gente!

Compartilhe:
escrito por
Renato Xavier
Diretor de Operações e Marketing

Uma resposta para “Segurança do trabalho: o que é e como conscientizar os colaboradores?”

  1. […] cumprir as determinações da empresa sobre as normas de segurança. […]

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

O papel do RH na pandemia do coronavírus

Baixe o Ebook Não, obrigado