?>
Gestão de Negócios

Ticket alimentação: tire agora suas dúvidas sobre esse benefício

Tempo de leitura estimado: 5 min.

Você oferece ticket alimentação para os seus colaboradores? Se a resposta for “não”, saiba que essa é uma das melhores formas de aumentar a produtividade na sua empresa.

Afinal de contas, colaboradores satisfeitos com o trabalho são mais produtivos e, consequentemente, entregam resultados melhores. Por esse motivo, a equipe de RH tem investido cada vez mais em estratégias que estimulem o engajamento dos funcionários por meio de uma gestão de pessoas mais humanizada.

Além do mais, foi percebido que a partir do momento que uma empresa começa a valorizar seus funcionários, por meio da disponibilização de benefícios seu desempenho e desenvolvimento são potencializados fazendo com que a marca se destaque no segmento em que atua.

Nesse caso, fica claro que mesmo que a empresa faça uso de tecnologias de ponta para automatizar seus processos, os colaboradores continuam sendo a peça-chave para o sucesso de um empreendimento, pois são eles os responsáveis por colocar em prática os projetos definidos e alcançar as metas estabelecidas.

Sabendo da importância de adotar recursos que motivam os colaboradores, preparamos este artigo para explicar para você como funciona o ticket alimentação e quais as vantagens de disponibilizar esse benefício na sua empresa. Acompanhe a leitura.

O que diz a lei do ticket alimentação?

Diferentemente do vale-transporte, o ticket alimentação não é um benefício obrigatório, pois não existe uma lei que obriga o empregador a fornecer esse benefício ao funcionário. Isso porque o art. 458 da CLT dá a entender que o salário fornecido pelo empregador já está incluindo os custos com a alimentação.

Vale ressaltar que embora não exista uma lei que torne o ticket alimentação um benefício obrigatório, devemos deixar claro que existem convenções coletivas ou contratos de trabalho que estabelecem como obrigatório o fornecimento do ticket alimentação. Por esse motivo, é muito importante que você verifique se a sua categoria tem essa obrigatoriedade.

Para isso, você deve entrar em contato com a entidade sindical que representa a sua empresa e solicitar a convenção coletiva atual ou se informar sobre a obrigatoriedade do ticket alimentação.

Lembrando que mesmo que não seja um benefício obrigatório, é muito importante que você considere a possibilidade de disponibilizá-lo na empresa, pois além de ser um recurso necessário para o funcionário, o ticket alimentação proporciona um retorno bastante positivo para a organização.

Tendo em vista que o mercado está cada vez mais competitivo, é crucial que o gestor saiba fazer uso de todas as ferramentas e estratégias disponíveis para conseguir se manter ativo e, sobretudo, se destacar no segmento em que atua.

Qual a diferença de ticket alimentação e vale-alimentação?

Por serem dois benefícios que abrangem a alimentação, é muito comum confundir um com o outro. Nesse caso, a diferença entre o ticket alimentação e o vale-alimentação está no tipo de alimento que pode ser consumido.

Enquanto o ticket permite que o empregado adquira insumos e ingredientes em hiper e supermercados, mercearias, padarias, açougues etc., o vale permite que o funcionário consuma refeições prontas. O benefício é aceito em restaurantes, redes de fast-food, lanchonetes entre outros.

Em ambos, o colaborador recebe um valor mensal que pode ser gasto com o que quiser. No caso do ticket alimentação, por exemplo, o funcionário pode aproveitar o benefício para arcar com as compras da casa, logo, toda a família é beneficiada.

Vale ressaltar que a Lei nº.03, de 1 de março de 2002 determina que o ticket alimentação não deve ser utilizado para adquirir produtos que não sejam alimentícios. Ou seja, bebidas alcoólicas, cigarros e outros tipos de produtos não podem ser comprados com o ticket. Caso o estabelecimento seja flagrado aceitando o ticket como pagamento de qualquer um desses produtos receberá as devidas punições.

Como o ticket alimentação é calculado?

Como mencionamos, o ticket alimentação não é um benefício obrigatório, logo, fica a critério do empregador definir o valor que será disponibilizado para o funcionário. No entanto, no terceiro parágrafo do artigo 458 da CLT determina que o valor dos benefícios referentes à alimentação e refeição não deve exceder a remuneração do colaborador em 20%.

Lembrando que em convenções sindicais é possível definir valores maiores que serão pagos no ticket alimentação, mas para isso é necessário que haja um acordo entre a entidade sindical e a empresa empregadora. Além disso, o gestor deve estar atento aos valores dos alimentos da região em que o colaborador atua e da média oferecida pelos concorrentes, para estabelecer um valor que esteja dentro do aceitável.

Considerando o desconto de 20% na folha de pagamento, o cálculo do ticket alimentação é feito da seguinte forma: valor diário do ticket X jornada de trabalho mensal.

Sendo assim, imagine que o valor diário do ticket alimentação seja de R$ 40,00 e a jornada de trabalho mensal do colaborador seja de 26 dias (segunda a sábado). Nesse caso, o valor do ticket alimentação será de R$ 1.040,00.

A prática de descontar um percentual é bastante comum entre as organizações que disponibilizam o benefício. No entanto, existem empresas que descontam um valor mínimo apenas para não precisarem pagar impostos sobre o salário do funcionário. Pois, de acordo com a CLT, quando não há desconto na folha de pagamento, o valor oferecido pela empresa é considerado parte integrante do salário.

Como funciona o ticket alimentação?

Como mencionamos ao longo do artigo, o ticket alimentação é um benefício que permite ao funcionário comprar produtos alimentícios fora da empresa. Nesse caso, o benefício pode ser fornecido por meio de voucher, dinheiro e cartão. O uso do cartão é o mais comum, pois há um chip vinculado ao CPF do colaborador, tornando o processo de compra mais prático e seguro.

Com o cartão em mãos, o colaborador pode realizar suas compras nos estabelecimentos permitidos no momento que preferir. Esse benefício proporciona mais autonomia, pois permite que o funcionário monte a sua cesta básica mensal, tenha uma boa alimentação no trabalho e elimine gastos extras com refeições.

É possível descontar por falta?

O ticket alimentação é um benefício calculado com base nos dias trabalhados. Isso significa que independentemente de a falta ser justificada ou injustificada, o benefício ainda será descontado. Além de perder vantagens como o ticket alimentação e vale-transporte, a Lei nº 605/49 e art. 468 da CLT autoriza a empresa a descontar o dia não trabalhado mais o reflexo do DSR quando a falta não é justificada.

Nesse caso, se o colaborador faltou nos dias 11 e 17 do mesmo mês, por exemplo, terá descontado o dia, os benefícios que são utilizados mais o DSR dos dias 12 e 18 totalizando 4 dias perdidos.

Qual o prazo para o recebimento do ticket?

Normalmente, quando a empresa decide oferecer o ticket alimentação para os seus colaboradores, há a contratação de uma instituição nesse tipo de serviço para se responsabilizar pelo fornecimento do benefício. Nesse caso, a empresa tem até 48 horas para liberar os créditos após a confirmação do pagamento.

Quais as vantagens de oferecer ticket alimentação para os colaboradores?

É fato que o mercado está cada vez mais competitivo, logo, é crucial que sua empresa disponha de diferenciais que a ajudem a se destacar no segmento em que atua. Nesse caso, a disponibilização de benefícios para o colaborador é um diferencial que vale a pena ser implementado na empresa. Isso porque gera retornos positivos que podem ser vistos após a adoção.

Para provar isso para você, listamos as principais vantagens de disponibilizar o ticket alimentação para a sua equipe. Confira!

Atrai e retém talentos

Você faria parte de uma empresa que não valoriza seu trabalho e não oferece recursos para que seja possível alcançar resultados cada vez melhores? Temos certeza que a resposta seria não, certo?

Da mesma forma que você não aceitaria fazer parte de uma organização que não valoriza seus funcionários, os profissionais disponíveis no mercado também não aceitariam fazer parte da sua equipe caso sua empresa fosse como a citada na pergunta. Sendo assim, a disponibilização de benefícios é uma maneira bastante eficiente de valorizar seus colaboradores e mantê-los motivados.

Além de contribuir com a redução da rotatividade de funcionários, a disponibilização de benefícios faz com que a empresa tenha uma imagem positiva no segmento em que atua, logo, consegue atrair os melhores profissionais do mercado.

Deixa os colaboradores motivados

Ter uma equipe engajada e motivada é fundamental para o sucesso de qualquer empresa. Afinal, quando os colaboradores estão empenhados e satisfeitos conseguem identificar oportunidades de crescimento e, sobretudo, alcançar as metas e os objetivos estabelecidos.

Quando a empresa disponibiliza o ticket alimentação ela demonstra que se preocupa com o bem-estar do funcionário. Além disso, esse tipo de benefício permite que o funcionário tenha a liberdade de usar o seu crédito como achar melhor — o que não acontece quando a empresa disponibiliza cestas básicas, por exemplo. O fato de proporcionar mais autonomia faz com que se sintam satisfeitos com a instituição.

Redução de custos

Uma das vantagens de oferecer o ticket alimentação é a redução significativa dos custos. Isso porque a empresa fica isenta do pagamento de encargos, como o FGTS e INSS, pois o valor referente ao benefício não é considerado parte do pagamento. Além dessa inserção, é concedido um desconto de 4% no IRPJ a ser pago.

Lembrando que o ticket alimentação é mais econômico que as cestas básicas, pois elimina os custos com a compra dos itens, transporte, armazenamento e distribuição. Outra economia que resulta da adoção do benefício é a redução dos processos seletivos. Isso porque, com o colaborador satisfeito em fazer parte da empresa, o índice de turnover diminui, logo, os gastos com a realização de novos processos seletivos também é reduzido gerando mais economia para a empresa.

Aumenta a produtividade

Quando a empresa valoriza o funcionário e se preocupa com o seu bem-estar tem como retorno uma equipe empenhada em alcançar melhores resultados. No caso do ticket alimentação, além de influenciar no psicológico do colaborador deixando ele mais motivacional, esse benefício também interfere na condição física do funcionário.

Isso porque permite que ele tenha condições de manter uma alimentação saudável no trabalho e em casa. Esse cuidado com a saúde tem como consequência o aumento da disposição do funcionário e a redução do número de atestados.

Logística simplificada

Outra vantagem de optar pelo ticket alimentação é a praticidade que esse benefício oferece quando comparado com o fornecimento de cestas básicas. Enquanto a empresa tem a possibilidade de contratar uma instituição que será responsável por liberar os créditos e fornecer os cartões para os funcionários, o fornecimento das cestas básicas demanda tempo e gera mais trabalho.

Isso porque a montagem da cesta é feita em diversas etapas:

  • pesquisa de preço;
  • análise de qualidade dos itens;
  • seleção e aquisição dos produtos que farão parte da cesta;
  • armazenamento;
  • transporte;
  • distribuição.

Tendo em vista que todas essas etapas demandam tempo e planejamento, as chances de comprometer a produtividade são bem maiores. Por outro lado, o ticket alimentação é um benefício prático tanto para a empresa quanto para o empregado, pois, além de garantir que o colaborador consiga evitar uma rotina de má alimentação, os créditos são depositados de forma eletrônica sem riscos de atraso.

Sendo assim, em uma análise de cesta básica X vale-alimentação fica claro que o vale (ou ticket) é a opção que mais oferece benefícios para a empresa e colaborador. Lembrando que a disponibilização do ticket dá mais segurança para o funcionário. Pois todos os meses ele recebe um saldo para ser gasto exclusivamente com alimentação fazendo com que ele tenha uma preocupação a menos.

Portanto, essas foram as principais informações sobre a utilização do ticket alimentação como benefício na empresa. Percebemos, ao longo deste artigo, que a disponibilização do ticket faz toda a diferença no sucesso de uma organização. Além de permitir que o colaborador tenha melhores condições de cuidar da sua saúde é uma forma de potencializar o engajamento e a motivação da equipe. Por isso, não deixe de fazer uso dessa estratégia.

Gostou do artigo e quer saber mais? Então, curta a nossa página no Facebook.

Compartilhe:
escrito por
Luciana Xavier

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Guia dos principais benefícios para oferecer para funcionários

Baixe o Ebook Não, obrigado