?>
Direitos

Vale a pena investir na terceirização de benefícios?

Tempo de leitura estimado: 5 min.

O cotidiano dos gestores é repleto de atividades fundamentais para o bom funcionamento da empresa. Se uma delas não for realizada de maneira satisfatória, os resultados e, consequentemente, o sucesso da corporação podem ser comprometidos. É por motivos como esse que adotar medidas como a terceirização de benefícios é tão importante.

Uma vez que gerenciar um negócio é uma missão complexa e cheia de desafios, o gestor precisa reconhecer quando está sobrecarregado. Nesse sentido, contar com empresas parceiras surge como uma solução para esse problema.

No entanto, antes de investir na terceirização de serviços como a gestão de benefícios, é normal ter dúvidas. Será que realmente vale a pena? Este artigo vai lhe ajudar a esclarecer esse e outros aspectos sobre o tema. Por isso, continue a leitura e confira!

Qual é a importância de conceder benefícios aos colaboradores?

A concessão de benefícios é uma conhecida estratégia de motivação dos funcionários. Um bom pacote de vantagens é capaz de atrair talentos durante o processo de recrutamento e seleção, além de manter os colaboradores engajados, produtivos e satisfeitos com a empresa, o que resulta na retenção desses talentos.

Existem benefícios obrigatórios — determinados pela legislação trabalhista, como o vale-transporte, as férias remuneradas e o fundo de garantia por tempo de serviço (FGTS) — e benefícios facultativos, sobre os quais estamos falando neste artigo. Esses benefícios podem variar, de modo que o empregador tem a oportunidade de definir o melhor pacote para atender ao perfil dos seus colaboradores.

A seguir, listamos alguns dos benefícios mais adotados no nosso país:

  • cesta básica: kit de alimentos selecionados para promover a alimentação saudável do colaborador;
  • vale-refeição e vale-alimentação: valor destinado à compra de refeições e alimentos, respectivamente;
  • assistência médica: torna o plano de saúde mais acessível para o colaborador;
  • plano odontológico: destinado a tratamentos dentários, de forma similar à assistência médica;
  • bolsa de estudo: investimento que a empresa faz na formação do funcionário.

Como funciona a terceirização de benefícios?

A terceirização acontece quando uma empresa delega a responsabilidade de efetuar um determinado serviço a terceiros, ou seja, a outra empresa. Logo, na terceirização de benefícios, uma companhia especializada nessa área é contratada para realizar a gestão dos benefícios da contratante. Na prática, a empresa terceirizada gerencia todas as etapas da implantação e manutenção dos benefícios, de modo que isso deixa de ser uma preocupação para os gestores da empresa contratante.

Quais são as vantagens de investir na terceirização de benefícios?

Quando se fala em investir na terceirização, o primeiro pensamento pode ser o de que esse é um gasto desnecessário, uma vez que a gestão de benefícios pode ser feita internamente. Entretanto, a verdade é que essa medida traz diversas vantagens para a empresa. Conheça as principais delas nos tópicos que você verá a seguir.

Redução de custos

Já que estamos falando de gastos, vale lembrar que uma despesa bastante significativa para qualquer corporação é a folha de pagamento. Todo gestor sabe que encargos sociais e direitos trabalhistas pesam bastante no orçamento. Porém, essa despesa pode ser reduzida com a terceirização.

Isso é possível porque, com o fim da gestão interna de benefícios, a empresa não terá mais que gastar com pessoal dedicado a realizar essa atividade. Só será necessário pagar um valor mensal ao terceirizado e todas as despesas já estarão inclusas no contrato. Ao contratar um fornecedor de cesta básica, por exemplo, o gestor não vai mais ter que se preocupar com mão de obra para pesquisar preços de alimentos e fazer a entrega das cestas, entre outras atividades relacionadas ao benefício.

Equipe especializada

Embora as empresas normalmente reconheçam a importância da ter um pacote de benefícios, nem sempre os profissionais responsáveis por isso conhecem cada um deles em detalhes. Essa é uma deficiência que acaba por causar erros e prejuízos que poderiam ser evitados com a contratação de pessoal especializado.

Assim, a terceirização coloca uma equipe qualificada nessa área à disposição da empresa. Com um maior conhecimento técnico e habilidades comprovadas para a execução das tarefas necessárias, a equipe contratada terá muito mais condições de entregar um serviço de qualidade, livre de falhas e prejuízos.

Otimização dos processos

Ao delegar a gestão de benefícios à outra empresa, uma carga considerável de trabalho sai dos ombros dos gestores e profissionais de Recursos Humanos. Consequentemente, eles têm a oportunidade de focar em atividades mais estratégicas, voltadas ao core business da companhia, o que representa uma importante otimização do tempo desses profissionais.

Além disso, todo o processo de concessão de benefícios também é otimizado, uma vez que os responsáveis por ele passam a ser profissionais especializados. Até mesmo os colaboradores obtêm vantagens com a terceirização, pois diminuem os riscos de que eles não recebam os benefícios devidamente. A entrega de cestas básicas, por exemplo, costuma ser mais eficiente quando realizada por um fornecedor.

Prioridade nos investimentos

Quando a gestão de benefícios é feita internamente, a empresa é obrigada a investir em recursos tecnológicos e capacitação profissional para que essa atividade seja executada como se deve. Isso representa mais um gasto que não precisa acontecer se a empresa contar com parceiros especializados.

Assim, com a terceirização de benefícios, os investimentos da empresa contratante podem ser direcionados para recursos que façam diferença nas ações que realmente são o seu foco. Projetos essenciais para a estratégia da empresa, que talvez não estivessem recebendo atenção suficiente, podem conseguir os investimentos de que necessitam.

Construção de parcerias

O interesse mútuo no melhor desempenho possível do serviço que foi terceirizado é um ponto de união entre as empresas que trabalham juntas — contratante e contratada. Logo, elas se tornam parceiras e podem oferecer apoio uma à outra no mundo corporativo. Isso é muito importante para que tenham mais força no mercado e mais possibilidades de crescimento nesse ambiente tão competitivo.

Portanto, é evidente que a terceirização de benefícios é uma decisão que vale a pena. No entanto, os gestores precisam ser cautelosos ao escolher uma empresa para contratar. Afinal, as vantagens citadas só serão obtidas se a terceirizada tiver condições reais de prestar um serviço de qualidade.

Você já conhece a Cesta Nobre? Acesse o nosso site e veja como nós podemos ser a empresa parceira que você está procurando!

Vinicius Dias
Publicado Por: 
Vinicius Dias – Analista de Marketing Digital

Compartilhe:
escrito por
Vinicius Dias
Pós-graduado em Gestão de Marketing Online. Atualmente responsável pela parte de Automação e Marketing Digital da empresa Cesta Nobre, foi gestor da loja online Elementar Bebidas e atuou como Analista de Marketing Digital/Eventos da empresa Ciashop Tecnologia e gerenciou os perfis sociais do Governo do Estado de São Paulo, com ênfase no segmento de Agronegócios.

Uma resposta para “Vale a pena investir na terceirização de benefícios?”

  1. 645616 165098After study a number of the websites along with your web site now, and that i genuinely appreciate your method of blogging. I bookmarked it to my bookmark website list and are checking back soon. Pls have a appear at my web page likewise and let me know in the event you agree. 908544

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Guia dos principais benefícios para oferecer para funcionários

Baixe o Ebook Não, obrigado