?>
Gestão de Pessoas

Vale-cultura: por que oferecer aos funcionários?

Tempo de leitura estimado: 5 min.

As empresas vivem procurando novas formas de motivar os funcionários e, muitas vezes, isso pode ser mais simples do que se imagina. O vale-cultura, por exemplo, além de um benefício, é uma maneira de valorizar os colaboradores e incentivá-los a buscar mais conhecimento e capital cultural.

Mas por que uma empresa pode e deve oferecer esse benefício? Como ele funciona? Neste post vamos esclarecer todas as suas dúvidas sobre o vale-cultura. Confira!

O que é o vale-cultura?

Trata-se de um benefício que pode ser concedido aos funcionários de uma empresa pelo empregador. É oferecido um valor mensal de 50 reais (por meio de um cartão semelhante ao de crédito) para ser aplicado no pagamento de ingressos de diversas atrações culturais.

Assim, o vale-cultura pode ser usado para:

  • adquirir entradas de espetáculos teatrais e de dança;

  • fazer a compra de ingressos de cinema, de CDs, DVDs e livros;

  • pagar a mensalidade de cursos diversos;

  • comprar instrumentos musicais;

  • entre outros.

O cartão do benefício já é aceito como meio de pagamento em mais de 40 mil estabelecimentos em todo o Brasil. Inclusive, muitas lojas online aceitam o vale.

Quais as vantagens para os colaboradores e as empresas?

Os colaboradores, obviamente, são beneficiados com a possibilidade de ter mais acesso a diversas opções culturais e de entretenimento. É bom lembrar que o benefício é cumulativo e não tem validade, portanto, caso o crédito não seja debitado no mês em que fica disponível, pode ser usado nos seguintes. Isso não é garantido para outros benefícios semelhantes, como o vale-transporte e o vale-alimentação.

Já para as empresas, a grande vantagem é mesmo poder contar com colaboradores mais motivados, o que gera maior produtividade. Eles podem se tornar pessoas mais instruídas, cultas e com maior diversidade cultural, contribuindo para o enriquecimento do ambiente de trabalho e a cultura organizacional.

Também é uma forma diferenciada de aumentar a retenção de talentos, uma vez que pode ser uma maneira de a empresa se destacar perante as outras que não oferecem o vale-cultura. Isso também reduz custos com recrutamento e contratação de novas pessoas.

Além disso, a empresa pode contar ainda com o incentivo fiscal. Até o ano passado, as empresas podiam deduzir a despesa do imposto de renda sobre o valor do lucro real, regra que aguarda mudanças. No entanto, não incidem outros tributos previdenciários e trabalhistas.

Como oferecer o benefício?

Se você ficou interessado em fornecer o vale-cultura aos seus colaboradores, primeiro é preciso se inscrever no programa do Ministério da Cultura. Clique em “credenciamento”, depois em “cadastrar beneficiário” e preencha as informações do formulário.

É preciso destacar que o colaborador pode optar por não receber o benefício, uma vez que pode haver desconto na folha de pagamento. Mas o valor é muito baixo e proporcional ao salário recebido. Além disso, o trabalhador precisa receber menos de 5 salários mínimos, ter carteira assinada e estar totalmente de acordo com a Consolidação das Leis Trabalhistas (CLT).

Caso tenha dúvidas sobre como aderir ao programa, confira todo o passo a passo no site do MinC. De qualquer forma, o vale-cultura pode ser um benefício interessante, uma vez que ajuda a valorizar o patrimônio mais valioso da sua empresa: os colaboradores!

Gostou do post sobre o vale-cultura? Quer saber mais sobre assuntos relacionados? Então, veja também por que investir em uma gestão de benefícios personalizada!

Renato XavierPublicado Por:
Renato Xavier- Diretor de Operações e Marketing

Compartilhe:
escrito por
Renato Xavier
Diretor de Operações e Marketing

Uma resposta para “Vale-cultura: por que oferecer aos funcionários?”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

O papel do RH na pandemia do coronavírus

Baixe o Ebook Não, obrigado